Netflix aumenta preço de seus planos nos EUA, incluindo o mais popular
Créditos: Reprodução/Netflix

Netflix aumenta preço de seus planos nos EUA, incluindo o mais popular

Encarecimento do serviço deve ocorrer globalmente, segundo analistas

A Netflix está aumentando o preço de alguns de seus planos nos Estados Unidos, incluindo uma de suas opções mais populares - que é a Padrão com tela Full HD (1080p). Segundo uma matéria do site The Verge, o plano padrão aumentou um dólar, passando de US$ 13 para US$ 14, e o Premium chegou a aumentar dois dólares, de US$ 16 para US$ 18 mensais. 

A empresa deverá aplicar essa reestruturação de preços globalmente, ou seja, possivelmente os planos no Brasil também passarão a ser mais caros em 2020. A Netflix também aumentou os planos no Canadá no início deste ano, mesmo que seu serviço tenha crescido bastante na América do Norte nos últimos tempos.

Nem todos os planos receberam um aumento de preços. O único isento é o plano básico, que continuará custando US$ 9 nos Estados Unidos. Nos EUA, todos os novos assinantes já têm que pagar os novos preços, enquanto usuários existentes podem se adequar aos novos valores nas próximas semanas, à medida que os ciclos de cobrança fecham.

Espera-se que o mesmo aconteça por aqui quando a empresa anunciar os novos valores (caso anuncie). Até agora, a Netflix Brasil ainda não se pronunciou sobre uma possível mudança em sua assinatura, tanto em redes sociais quanto via e-mail aos clientes brasileiros. Confira abaixo os planos e preços atuais para a o serviço no Brasil:

A última vez que a Netflix aumentou os preços de suas mensalidades no Brasil foi em março de 2019, apenas dois meses depois do reajuste acontecer nos EUA. Nessa ocasião, até mesmo o plano básico de R$ 19,90 sofreu alteração, passando a custar R$ 21,90.

Ainda de acordo com o The Verge, especialistas já comentavam sobre a possibilidade da Netflix aumentar a cobrança no final deste ano. A última vez que as taxas aumentaram foi em janeiro de 2019, então já estaria na hora da empresa "reajustar" seus valores. Apesar das especulações de que outros países também devem sofrer com essa mudança, a Netflix disse ao site que este aumento nos EUA "não influencia ou indica uma mudança global de preços".

Via: The Verge
User img

Mariela Cancelier

Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Semana BLACK FRIDAY: 7 DICAS para COMPRAR MUITO BARATO na INTERNET!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.