Samsung cria painel OLED com densidade de 10.000 pixels por polegada
Créditos: Reprodução/Reuters

Samsung cria painel OLED com densidade de 10.000 pixels por polegada

Nova arquitetura para painéis OLED é baseada na pesquisa de um cientista de materiais da Universidade de Stanford

Pesquisadores da Samsung e da Universidade de Stanford desenvolveram uma nova arquitetura para painéis OLED que pode possibilitar a produção de TVs, smartphones e dispositivos de realidade virtual ou aumentada com telas com densidade de até 10.000 PPI (pixels por polegada). Para fazer uma comparação, muitos smartphones disponíveis hoje possuem telas com densidade variando entre 400 e 500 pixels por polegada.

01/07/2020 às 17:16
Notícia

LG apresenta nova linha de painéis LED que se montam como mód...

Nova série LSAA com tecnologia LED Signage conta com processador de imagens com Inteligência Artificial

Esta alta densidade de pixels proporcionará a exibição de imagens com alto nível de detalhes, algo importante para dispositivos de realidade virtual que posicionam as telas a poucos centímetros dos olhos dos usuários, por exemplo.

A tecnologia é baseada em uma pesquisa de Mark Brongersma, cientista de materiais da Universidade de Stanford, em colaboração com o Samsung Advanced Institute of Technology (SAIT). Brongersma estava pesquisando inicialmente tecnologias que possibilitassem a criação de painéis solares ultrafinos, mas sua pesquisa serviu como base para o desenvolvimento da nova arquitetura para painéis OLED com alta densidade de pixels.

"Nós aproveitamos o fato de que, na nanoescala, a luz pode fluir em torno de objetos como a água", disse Brongersma, autor sênior do artigo científico detalhando esta pesquisa. "O campo da fotônica em nanoescala continua trazendo novas surpresas e agora estamos começando a impactar tecnologias reais. Nossos projetos funcionaram muito bem para as células solares e agora temos a chance de impactar os displays da próxima geração".

A nova arquitetura visa oferecer uma alternativa a dois tipos de painéis OLED que estão disponíveis comercialmente. A principal inovação por trás da nova arquitetura é uma camada base de metal reflexivo com ondulações em nanoescala (menores que microscópicas) conhecida como metasuperfície óptica. Esta camada pode manipular as propriedades reflexivas da luz e, assim, permitir que as diferentes cores ressoem nos pixels:

Samsung cria painel OLED com densidade de 10.000 pixels por polegada
Reprodução/Samsung Advanced Institute of Technology

Em testes de laboratório, os pesquisadores produziram com sucesso um painel com pixels em miniatura como de prova de conceito. Em comparação com os OLEDs brancos comumente usados em TVs, esses pixels criados como prova de conceito apresentaram uma maior pureza de cores e um aumento na eficiência da luminescência – uma medida de quão brilhante a tela é comparada com a quantidade de energia que usa. Eles também permitem uma densidade de pixels ultra-alta de 10.000 pixels por polegada.

Continua após a publicidade

A Samsung agora está trabalhando para integrar os resultados da pesquisa em novos produtos, mas é bem provável que demore alguns anos até que eles cheguem ao mercado.

Via: GSMArena Fonte: Universidade de Stanford
User img

Fabio Rosolen

BLACK FRIDAY: DICAS para COMPRAR uma SMART TV!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.