Veja quais foram as imagens vencedoras do Wildlife Photographer of the Year 2020!
Créditos: Montagem | Wildlife Photographer of the Year 2020

Veja quais foram as imagens vencedoras do Wildlife Photographer of the Year 2020!

Mais de 49.000 imagens foram enviadas para a 56º edição do concurso

Os vencedores do  56º concurso anual Wildlife Photographer of the Year 2020 (em tradução livre,  Fotógrafo de Vida Selvagem do Ano) foram anunciados. A competição fotográfica organizada pelo Museu de História Natural de Londres recebeu mais de 49.000 imagens este ano.

10/10/2020 às 11:00
Notícia

Veja as 40 fotos finalistas do Comedy Pet Photo Awards 2020! ...

O prêmio deste ano inclui £ 3.000 - aproximadamente R$ 21.760

O vencedor da categoria mais importante desse concurso foi anunciado por Kate Middleton, duquesa de Cambridge e patrona do museu, no dia 13 de outubro. 'The Embrace' é obra do russo Sergey Gorshkov, que investiu mais de 11 meses para conseguir sua foto. Nela, podemos ver uma tigresa de Amur, ou siberiana, abraçando um abeto da Manchúria para deixar secreções de suas glândulas odoríferas. A raça passou a ser considerada a mesma subespécie do tigre de Bengala e é encontrada apenas  no extremo oriente russo, com um pequeno número sobrevivendo na China e possivelmente alguns na Coreia do Norte.

"Caçada até a beira da extinção no século passado, a população de Amur ainda está ameaçada pela caça furtiva e extração de madeira. A visão notável da tigresa imersa em seu ambiente natural nos oferece esperança, pois relatórios recentes sugerem que os números estão crescendo a partir de esforços dedicados de conservação." - Dr. Tim Littlewood, Diretor Executivo de Ciência do Museu de História Natural.

Abaixo, você confere as imagens premiadas nas outras categorias do Wildlife Photographer of the Year 2020:

- Categoria Retratos de animais: 'The Pose' de Mogens Trolle (Dinamarca)

"Em algumas espécies de primatas, pálpebras contrastantes desempenham um papel na comunicação social, mas sua função em macacos probóscide é incerta. O aspecto mais característico deste jovem - sentado à parte do grupo de solteiros - é, claro, o nariz. Conforme ele amadurece, vai sinalizar seu estado e humor (o nariz feminino é muito menor) e ser usado como um ressonador ao chamar." - Declaração do artista.

 

Continua após a publicidade

- Categoria Comportamento, Anfíbios e Répteis: 'Life in Balance' por Jaime Culebras (Espanha)

"Como grandes consumidores de invertebrados, as rãs de vidro desempenham um papel fundamental na manutenção de ecossistemas equilibrados. Naquela noite, a determinação de Jaime em compartilhar sua paixão por eles o levou a caminhar por quatro horas, sob forte chuva, pela floresta para chegar aos riachos das rãs na Reserva Manduriacu. Mas as rãs eram evasivas e a chuva estava ficando cada vez mais pesada. Ao se virar, ele ficou emocionado ao ver um pequeno sapo agarrado a um galho, seus olhos como mosaicos brilhantes. Não apenas comia - ele havia fotografado rãs de vidro comendo apenas uma vez - mas também era uma espécie recém-descoberta. " - Declaração do artista via DPreview.

"

 

- Categoria Comportamento, Pássaros: 'Great Crested Sunrise' por Jose Luis Ruiz Jiménez (Espanha)

"Os mergulhões estão em sua forma mais elegante na época de reprodução - plumagem ornamentada, cristas em suas cabeças, penas no pescoço que eles podem abanar em babados, olhos vermelhos impressionantes e bicos rosa. Eles constroem um ninho de material vegetal aquático, geralmente entre juncos à beira de águas rasas."  - Declaração do artista via DPreview.

 

- Categoria Comportamento, Invertebrados: 'A Tale of Two Wasps' por Frank Deschandol (França)

"Este notável enquadramento simultâneo de uma vespa da areia de faixa vermelha (à esquerda) e uma vespa cuco, prestes a entrar nos ninhos vizinhos, é o resultado de uma preparação meticulosa." - Declaração do artista via DPreview.

 

Continua após a publicidade

- Categoria Debaixo d'água: 'The Golden Moment' por Songda Cai (China)

"Uma minúscula lula paralarva voa embaixo na escuridão, pára de caçar por um instante quando é capturada pelo feixe de luz, doura-se em ouro cintilante e depois se move graciosamente para fora da luz. [...] A lula Diamondback é comum nos oceanos tropicais e subtropicais, atacando peixes, outras lulas e crustáceos próximos à superfície. Em novembro, centenas se reúnem em Anilao para desovar." - Declaração do artista via DPreview.

 

- Categoria Ambientes da Terra: 'Etna's River of Fire' por Luciano Gaudenzio (Itália)

"O Monte Etna, que fica na fronteira entre as placas continentais africana e euroasiática, está em erupção continuamente há quase 30 anos, com shows que incluem fluxos de lava e fontes de lava - apenas a fase mais recente em 15.000 anos de atividade vulcânica, mas um aviso de seu poder."  - Declaração do artista via DPreview.

 

- Categoria Fotojornalismo de vida selvagem, imagem única: 'Show Business' de Kirsten Luce (Estados Unidos)

"Uma mão erguida sinalizando para o urso se levantar, a outra segurando uma vara, o treinador dirige o show no rinque de gelo. Uma focinheira de arame impede o urso polar de morder, e uma rede de segurança azul envolve a arena do circo. É uma visão chocante - não por causa do predador enorme elevando-se sobre a mulher pequena em sua roupa de patinação no gelo, mas por causa da dinâmica de poder desigual expressa pela postura do urso e o conhecimento de que ele não está atuando por escolha própria.

Mas para os visitantes do circo russo itinerante - aqui na cidade de Kazan, no Tartaristão - é entretenimento. Eles não sabem como o urso polar foi treinado e o que ele pode suportar nos bastidores - incluindo o fato de que, quando não está atuando, provavelmente passa a maior parte do tempo em uma gaiola de transporte."  - Declaração do artista via DPreview.

 

- Categoria Prêmio História Fotográfica da Vida Selvagem: 'Backroom Business', de Paul Hilton (Reino Unido / Austrália)

"Um jovem macaco-rabo de porco é apresentado acorrentado a uma gaiola de madeira no mercado de pássaros de Bali, na Indonésia. Sua mãe e as mães dos outros jovens à mostra, teriam sido mortas. Macacos-de-rabo-porco são primatas sociais e enérgicos que vivem em grandes tropas nas florestas do sudeste asiático. À medida que as florestas são destruídas, elas invadem cada vez mais as plantações agrícolas e são mortas como pragas. Os bebês são então vendidos para uma vida de confinamento solitário como animais de estimação, para um zoológico ou para pesquisas biomédicas."  - Declaração do artista via DPreview.

 

- Categoria Portfólio de Estrelas em Ascensão: 'Eleonora's Gift' por Alberto Fantoni (Itália)

"Nos penhascos íngremes de uma ilha da Sardenha, um falcão Eleonora macho traz sua comida - um pequeno migrante, provavelmente uma cotovia, arrebatada do céu enquanto voava sobre o Mediterrâneo. Esses falcões - falcões de tamanho médio - optam por se reproduzir em penhascos e pequenas ilhas ao longo da costa mediterrânea no final do verão, especificamente para coincidir com a migração maciça de outono de pássaros pequenos enquanto cruzam o mar em seu caminho para a África."  - Declaração do artista via DPreview.

 

- Categoria Prêmio Portfólio Fotográfico de Vida Selvagem do Ano: 'The Last Bite' por Ripan Biswas (Índia)

"Esses dois predadores ferozes não costumam se encontrar. O gigante besouro tigre ribeirinho persegue a presa no chão, enquanto as formigas tecelãs ficam principalmente nas árvores - mas se elas se encontrarem, ambas precisam ser cautelosas." - Declaração do artista via DPreview.

 

 

- Categoria 10 anos ou menos: 'Equilíbrio Perfeito' por Andrés Luis Dominguez Blanco (Espanha)

 

- Categoria 11 - 14 anos: 'A Mean Mouthful' por Sam Sloss (Itália / Estados Unidos)

 

- Categoria 15-17 anos: 'The Fox that Got the Goose' por Liina Heikkinen (Finlândia)

 


Todas as imagens vencedoras serão expostas no Museu de História Natural a partir de 16 de outubro.  Além disso, as inscrições para a próxima edição do concurso  poderão ser realizadas a partir de hoje, 19 de outubro. É possível assistir a transmissão de premiação na íntegra, com os fotógrafos comentando suas capturas, abaixo:

Via: DPreview
User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

Hands-on do Moto G60: câmera de 108MP, tela de 120Hz e bateria de 6.000 mAh são os destaques

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.