ARM confirma próximas CPUs Matterhorn e Makalu com aumento de 30% de desempenho
Créditos: Reprodução/ TechLog360

ARM confirma próximas CPUs Matterhorn e Makalu com aumento de 30% de desempenho

Os chips serão desenvolvidos para o mercado de dispositivos mobile

Leitura Rápida

  • A ARM anunciou oficialmente seus CPUs de próxima geração para o mercado mobile
  • Eles possuem os codinomes Matterhorn e Makalu e prometem um aumento de desempenho de até 30%
  • A ARM informa que fez uma vasta pesquisa para melhorar a experiência dos produtores de conteúdos, que podem fazer a migração para apps feitos apenas em 64 bits
  • Todos os núcleos terão suporte, permitindo um salto nas tecnologias usadas hoje em dia

A ARM acaba de anunciar duas gerações de CPUs de última geração, com os codinomes Matterhorn e Makalu. Segundo o vice-presidente e gerente geral da ARM, Paul Williamson, essas novidades vão trazer um aumento de desempenho de até 30%, em relação as atuais gerações. Esses chips serão voltados para dispositivos mobile.

Para a criação dessas novas CPUs a ARM se baseou em pesquisas de públicos reais, com usos diários de seus usuários. A empresa fala que visa atender, da melhor forma, os desenvolvedores, que podem criar novidades para smartphones de forma mais eficiente.

Williamson lembra que nos primeiros anos dos smartphones no mercado as lojas de aplicativos contavam com pouco mais de 500 aplicativos. Hoje, em 2020, as lojas já contam com cerca de 8,9 milhões de opções. Pensando nisso, os hardwares precisam acompanhar o desenvolvimento e usos das pessoas.

A ARM anunciou o novo sistema Total Compute. Como o próprio vice-presidente explica, o objetivo central é aumentar ainda mais o nível dos conteúdos oferecidos para os usuários. Com aprimoramentos dos hardwares, novas possibilidades ficam disponíveis para aumentar a criatividade dos desenvolvedores. É isso que a empresa propõe com a sua próxima geração.

Para que isso seja possível, a ARM fala que está pronta para receber conjuntos de instruções de 64 bits. Isso porque ele consegue oferecer melhorias de desempenho e recursos de computação no hardware, para tornar essas experiências mais rápidas e responsivas.

Além disso, ele também atende às demandas de novas cargas de trabalho de computação intensiva de Inteligência Artificial (IA), X Reality (XR), Realidade Virtual e Aumentada (AR e VR). Outra novidade é o aumento da qualidade dos games em dispositivos mobile usando essa tecnologia.

Continua após a publicidade

30/09/2020 às 14:11
Notícia

ARM apresenta novas soluções para veículos e sistema de segur...

A empresa destaca as novas funcionalidades das arquiteturas desenvolvidas para seus SoCs

Outra grande vantagem é o aumento de desempenho. Williamson informa que "recompilar em 64 bits oferece um benefício de desempenho definitivo em relação a 32 bits." A segurança dos códigos também aumenta. O que a ARM propõe é que todos os núcleos de suas CPUs terão suporte para 64Bits.

Para concluir, a ARM ainda informa que suas próximas duas CPUs, com codinome Matterhorn e Makalu, fornecerão um aumento de desempenho considerável. O vice-presidente afirma que, até o momento, até 30% de melhorias foram registradas, em relação ao Cortex-A78. As futuras gerações Makalu vão melhorar significativamente o uso diário dos usuários e desenvolvedores, segundo o vice-presidente.

Via: TechPowerUp
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

40 ATALHOS do WINDOWS 10 para você virar um EXPERT no SISTEMA OPERACIONAL

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.