Google deverá tornar YouTube numa grande loja para rivalizar Amazon [Rumor]
Créditos: PXHere

Google deverá tornar YouTube numa grande loja para rivalizar Amazon [Rumor]

Quem estiver assistindo os vídeos poderia comprar os produtos diretamente pela plataforma

A Google estaria planejando transformar o YouTube numa plataforma de vendas, com o intuito de rivalizar com a gigante do ecommerce, Amazon. A informação foi divulgada pelo site da Bloomberg, que afirma que os engenheiros da empresa já estão disponibilizando alguns desses novos recursos para os criadores de conteúdo testarem.

10/10/2020 às 11:08
Notícia

Veja resultado de uma câmera RED profissional instalada em um...

O piloto NURK e o YouTuber Potato Jet mostraram sua experiência em vídeo

Assim que as ferramentas estiverem no ar, os usuários vão poder clicar nos produtos que aparecem nos vídeos e comprá-los diretamente através do YouTube. Além de desenvolver suas funcionalidades proprietárias, os engenheiros da Google ainda estariam testando uma integração com a plataforma de comércio online Shopify.

Essa junção com o Shopify já havia sido testada antes em 2019, e permitia que os criadores listassem até 12 itens à venda num carrossel digital abaixo dos seus vídeos.  O que não ficou claro é como o YouTube planeja gerar receita a partir das vendas.

Segundo especialistas entrevistados pelo site Bloomberg, a área de ecommerce é mais subutilizada pela Google até o momento com o YouTube – e já estava na hora desse potencial ser explorado. Os executivos da empresa estariam discutindo a possibilidade de transformar a plataforma de vídeos numa área de compras há algum tempo, mas até agora não teriam encontrado a maneira certa de fazer isso.

A principal novidade é que os influenciadores agora podem marcar os produtos que são mostrados nos vídeos, dando aos usuários a possibilidade de testá-los. Os dados desses vídeos então podem ser rastreados para ver como os produtos se saíram nos testes.

De acordo com o site XDA Developers, os criadores de conteúdo deverão receber uma parcela das vendas que ajudarem a concretizar dentro dessa nova estratégia. Com isso, a expectativa é de que quem produz vídeos no YouTube finalmente terá outra forma de gerar receitas além da publicidade direta e indireta.

O YouTube já é uma empresa que vale US$ 15 milhões por ano, mas há uma expectativa de um crescimento radical nessa marca caso a plataforma se aventure pelo ecommerce. Vale lembrar que os YouTubers já têm o costume de promover produtos através de links de afiliados, que inclusive vêm da própria Amazon. Com isso, o que os executivos da Google estariam fazendo seria apenas cortar o intermediário.

Via: XDA Developers Fonte: Bloomberg
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

40 ATALHOS do WINDOWS 10 para você virar um EXPERT no SISTEMA OPERACIONAL

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.