ARM apresenta novas soluções para veículos e sistema de segurança autônomos
Créditos: Reprodução/ TechPowerUp

ARM apresenta novas soluções para veículos e sistema de segurança autônomos

A empresa destaca as novas funcionalidades das arquiteturas desenvolvidas para seus SoCs

A ARM, empresa dona da arquitetura de chips RISC de mesmo nome, apresentou novas soluções para maior autonomia de máquinas do futuro. A companhia fez a divulgação de tecnologias voltadas para veículos e outras soluções industriais com seus conjuntos IP Arm Cortex -A78AE CPU, Arm Mali -G78AE GPU e Arm Mali-C71AE ISP. Eles são projetados para trabalhar de forma combinada.

A ARM informa que os seus novos produtos podem implantados em uma variedade de aplicações. Isso é válido desde permitir mais inteligência e configurabilidade em manufatura inteligente, até o aprimoramento de ADAS e aplicações de cockpit digital no setor automotivo.

Cortex-A78AE

A ARM descreve a arquitetura Cortez-A78AE como de alto desempenho em aplicações críticas de segurança. Ela é a CPU mais recente e, com maior desempenho da empresa atualmente.

A tecnologia foi desenvolvida para oferecer capacidade de executar cargas de trabalho diferentes e complexas para aplicativos autônomos, como robótica móvel e transporte sem motorista. Sua tecnologia oferece uma série de vantagens.

Benefícios do ARM Cortex-A78AE

  • Aumento de 30% no desempenho, em comparação com seu antecessor.
  • Suporte para recursos que ajudam atingir os padrões de segurança funcional automotivo e industrial, ISO 26262 e IEC 61508 para aplicações até ASIL D / SIL 3.
  • Nova funcionalidade de Split Lock aprimorada (modo híbrido) para oferecer flexibilidade máxima.
  • Modo Híbrido projetado para habilitar especificamente aplicativos que visam níveis mais baixos de requisitos ASIL sem comprometer o desempenho e permitir a implantação da mesma arquitetura de computação SoC em controladores de domínio diferentes.

Há ainda uma série de detalhes técnicos, voltados para empresas parceiras, profissionais da área. Caso queira maiores informações, visite o site da ARM.

Continua após a publicidade

Mali-G78AE

Segundo a própria empresa, o Mali-G78AE foi desenvolvido para redefinir a segurança para GPUs incorporadas, com particionamento flexível. Essa é a primeira GPU da Arm projetada especificamente para segurança. Isso permite que ela ofereça experiências de usuário mais completas, além de uma computação heterogênea, voltada para modo autônomo de segurança crítica e formulários.

Novo Mali-G78AE permite:

  • Nova abordagem para cargas de trabalho de GPU autônomas com particionamento flexível
  • Até quatro partições totalmente independentes para separação de carga de trabalho para casos de uso de segurança.
  • Recursos da GPU podem ser utilizados para interfaces homem-máquina, habilitadas para segurança ou para a computação heterogênea necessária em sistemas autônomos.
  • Várias pessoas podem usar um sistema, uma vez que ele pode funcionar simultaneamente e independentemente, com separação de hardware em um aplicativo automotivo.

A ARM convida que quem tenha maior interesse em saber as novidades que sua GPU traz, acesse seu site oficial, com mais informações.

Mali-C71AE

Por fim, a empresa ainda apresentou a Mali-C71AE. A tecnologia é descrita como: uma evolução na segurança de Cargas SP. Ela é responsável por monitorar uma ampla gama de aplicações de visão automotiva e industrial.

A empresa ainda destaca que, para que os trabalho autônomos sejam feitos de forma eficiente, é necessário que a tecnologia saiba o que está acontecendo aos seu redor. Geralmente, esse controle é realizado por meio de câmeras de segurança, que precisam de um processamento de suas imagens. O Mali-C71AE procura atender essa demanda.

o Mali-C71AE oferece:

  • Flexibilidade necessária para suportar aplicações de visão humana e mecânica, como monitoramento de linha de produção e sistemas de câmera ADAS.
  • Recursos de segurança aprimorados, recursos de suporte para obter capacidade de segurança ASIL B / SIL2.
  • Suporte para quatro câmeras em tempo real ou 16 câmeras em buffer, proporcionando uma taxa de transferência de 1,2 giga pixel por segundo.

A ARM informa que está trabalhando constantemente para oferecer as melhores soluções para trabalhos autônomos. Para isso, a empresa frisa que o apoio da comunidade é extremamente importante. São dispostas diversas comunidades de código aberto, além de fornecedores especializados em software. O principal intuito é habilitar amplamente o ecossistema de software autônomo, de forma colaborativa.

Via: TechPowerUp
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

PIX: TUDO que você PRECISA SABER

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.