Google pretende ter toda a sua operação usando energia limpa até 2030
Créditos: Rajeshwar Bachu / Unsplash

Google pretende ter toda a sua operação usando energia limpa até 2030

Empresa fez uma das maiores promessas de tecnologia verde realizada por grandes empresas

A Google anunciou que pretende se tornar a primeira grande companhia multinacional a eliminar o seu legado de carbono. Os planos da gigante de internet e de que até 2030 toda a sua energia consumida seja livre de carbono. 

O trabalho da Google com o controle de seu consumo carbono vem crescendo desde 2007, quando a empresa se tornou neutra no consumo de carbono, isso significa que a empresa compra um compensação de CO2 de alta qualidade em relação ao que consome.

Temos até 2030 para traçar uma causa sustentável para nosso planeta ou enfrentar as piores consequências das mudanças climáticas

 

Disse o CEO da Google, Sundar Pichai.

Desde então empresa também vem realizando investimento em projetos de energia renovável e diversas outras iniciativas, como retirar o dióxido de carbono da atmosfera e o armazenar.

Visite o site oficial da nova iniciativa verde da Google.

Mas essas compensações não afastam a empresa do consumo de combustíveis fósseis. Apenas em 2018, a Google lançou 4,9 milhões de toneladas métricas de gases de efeito estufa, uma quantidade comparada a poluição causada por 1 milhão de veículos de passageiros em um ano.

A promessa da empresa vem em um momento conturbado nos Estados Unidos, onde uma parte da costa oeste do país vem sofrendo com diversas queimadas ao clima, principalmente na Califórnia, onde fica a sede da Google.

Continua após a publicidade

Já estamos sentindo esses impactos hoje, desde incêndios florestais históricos nos EUA até inundações devastadoras em muitas partes do mundo.

 

Afirmou Sundar Pichai.

Mas antes da empresa se tornar totalmente verde ela terá que passar por alguns obstáculos tecnológicos. O principal é a criação de baterias para armazenar uma quantidade enorme de energia para quando não tiver nem sol e nem vento o suficiente para gerar eletricidade. 

Para otimizar o consumo de energia, a empresa vem tentando descobrir uma forma mais eficiente de consumo, para isso a empresa vem apostando em uma inteligência artificial para prever a demanda de eletricidade consumida.

Esse esforço da Google vem após uma ação feita por mais de 2.000 trabalhadores que participaram da “greve climática global”, que acabou sendo realizada por funcionários de outras empresas, como a Amazon e Microsoft.

Com isso algumas empresas vem anunciando suas novas políticas ambientais. A Microsoft afirmou em janeiro que irá trabalhar para tentar eliminar toda a poluição de carbono que já foi liberada na atmosfera até 2050.

As ações tomadas ainda irão demorar até entrarem em prática e começarem a fazer a diferença no meio ambiente, mas essas ações das grandes companhia multinacionais são importantes para um futuro mais verde.


Créditos: Tim Swaan / Unsplash 

Via: The Verge Fonte: Google
User img

Willian Vieira

Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

Conheça o Luna! O novo serviço de STREAMING de JOGOS da Amazon

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.