China prefere o TikTok encerrado nos EUA do que vendido para a Microsoft, segundo rumor
Créditos: Reclamestal

China prefere o TikTok encerrado nos EUA do que vendido para a Microsoft, segundo rumor

Governo chinês seria contra o que eles chamam de uma "venda forçada" do app

A pressão dos EUA pelo banimento do TikTok em território nacional - a menos que o app seja vendido para uma empresa norte-americana - pode resultar no encerramento de suas atividades no país por causa de pressão do governo chinês, no fim das contas. As informações ainda estão na fase de rumores, mas fontes anônimas da Reuters afirmam que representantes do governo da China preferem que o app não atue mais nos EUA do que aceite o que eles chamam de uma "venda forçada".

O motivo para isso é que autoridades chinesas sentem que aceitar vender o app nessas condições vai fazer tanto a ByteDance, empresa dona do TikTok, como a própria China como país parecerem "fracos".

O banimento final do TikTok nos EUA está previsto para o dia 20 de setembro, e o app teria até lá para ser vendido para uma empresa do país. Tanto Microsoft como Oracle mostraram interesse, mas tudo pode ser parado se levarmos em conta as informações dessas fontes anônimas.

08/08/2020 às 11:27
Vídeo

A polêmica do TikTok: entenda as preocupações em torno do app...

Spyware? Vulnerável? Ou apenas mais uma rede social? Explicamos neste vídeo

A ByteDance afirma que o governo do país não fez recomendações diretas para restringir essa venda, mas as autoridades têm meios legais para impedi-la. Regras recentemente atualizadas na China determinam que empresas consigam uma aprovação do governo para realizar uma venda desse tamanho para companhias estrangeiras. Esse processo levaria um total de até 30 dias. As autoridades então, poderiam barrar a aquisição ou simplesmente esperar o suficiente para o banimento do Trump entrar em vigor.

Ao mesmo tempo, segundo o 9to5Mac afirma que a ByteDance tem movido novas negociações com autoridades dos EUA para tentar impedir o banimento sem a necessidade de vender. Claro que o maior interesse da companhia é se manter com seu lucrativo app, mas isso também pode ser visto como mais um sinal de que eles sabem que uma venda para uma empresa norte-americana acabaria sendo barrada pelo governo da China.

Fonte: 9to5Mac
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O fim do CANAL do RATO BORRACHUDO e o Dilema das Redes Sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.