SpaceX lança satélite de observação como parte da missão SAOCOM 1B
Créditos: Reprodução/SpaceX

SpaceX lança satélite de observação como parte da missão SAOCOM 1B

Missão marca a primeira vez desde 1969 que um foguete decolando da Flórida vai para o sul

A SpaceX lançou na noite de domingo outro foguete a partir do Cabo Canaveral, na Flórida, como parte da missão SAOCOM 1B, mas o caminho seguido por ele foi diferente dos anteriores. Em vez de ir para o leste após o lançamento, como a maioria das missões a partir da Flórida, o foguete Falcon 9 da SpaceX foi para o sul após a decolagem, contornando a costa sudeste da Flórida e passando sobre Cuba.

21/07/2020 às 16:54
Notícia

SpaceX é contratada para lançar satélites para monitorar pira...

HawkEye 360 quer mandar ao espaço três satélites que vão monitorar radiofrequências suspeitas

Isso ocorreu porque esta missão estava indo para o que é conhecido como uma órbita polar - um caminho que corre principalmente de norte a sul sobre os polos da Terra. É um tipo de missão que você normalmente não vê acontecendo a partir da Flórida. Na verdade, esta é a primeira vez desde 1969 que um foguete decolando da Flórida vai para o sul.

Até agora, a maioria dos lançamentos polares nos EUA ocorreram a partir da costa sul da Califórnia. Dessa forma os foguetes voam sobre o oceano aberto quando se dirigem para o sul e não sobre terras povoadas. Foguetes que são lançados da Flórida dirigem-se normalmente para leste em direção ao Equador, assim eles também voam sobre o oceano aberto antes de chegar ao espaço.

Em 2016 a Força Aérea começou a estudar a possibilidade de trazer lançamentos polares para a Flórida depois que incêndios florestais chegaram significativamente perto da Base Aérea de Vandenberg, o principal local de lançamento da Califórnia para todos os lançamentos polares. O incêndio causou danos à infraestrutura ao redor e atrasou um lançamento por até dois meses, de acordo com o Florida Today. Os responsáveis pela supervisão dos lançamentos do Cabo Canaveral, na Flórida, analisaram os números e descobriram que lançamentos polares poderiam ser feitos — mas com algumas ressalvas.

Esta é a primeira vez desde 1969 que um foguete decolando da Flórida vai para o sul.

Atualmente apenas a SpaceX pode voar por este caminho único a partir da Flórida por causa de como seus foguetes Falcon 9 são projetados. O foguete da empresa tem um sistema automático de segurança de voo, o que significa que o veículo pode se autodestruir sozinho — sem comando do solo — se ele se desviar do seu caminho ou algo der errado. Isso é importante para voar nesta rota polar. Como os foguetes voarão perto de áreas povoadas, qualquer desvio de rota deve ser corrigido rapidamente para manter as pessoas seguras nessas áreas. 

SpaceX lança satélite de observação como parte da missão SAOCOM 1B
Reprodução/SOPA Images

Continua após a publicidade

O foguete Falcon 9 da empresa decolou no domingo do local de lançamento da SpaceX na Estação da Força Aérea do Cabo Canaveral. O foguete então foi para o sul, passando pela costa sudeste da Flórida perto de Miami e depois voando sobre Cuba. A 45ª Ala Espacial afirma que Miami não está em perigo durante esses tipos de missões, e que Cuba deve estar fora de perigo, também. "Ele vai sobrevoar Cuba, mas será a uma altitude segura", disse o General de brigada Douglas Schiess, comandante da 45ª Ala Espacial, durante comunicado à imprensa.

Schiess disse que o foguete Falcon 9 seguiu o caminho certo que garantirá que as pessoas estejam seguras. "Eu sei que estamos cumprindo todos os requisitos de segurança agora, e isso realmente se resume a estar na altitude e velocidade certas naquele momento - para garantir que qualquer detrito que fosse cair seria pequeno o suficiente para não causar um impacto no solo".

O satélite principal levado pelo foguete Falcon 9 como parte da missão SAOCOM 1B é o satélite de observação de mesmo nome. Outros dois satélites menores também “pegaram carona” no lançamento. SAOCOM 1B é o segundo de dois satélites idênticos que a SpaceX lançou a pedido da agência espacial argentina. Juntos, os dois satélites usarão radar para observar o planeta para monitorar desastres que possam perturbar indústrias como agricultura, mineração, pesca e mais. O satélite está indo para uma órbita polar conhecida como Órbita heliossíncrona. Isto permite que eles passem sobre o mesmo trecho da Terra ao mesmo tempo todos os dias, o que é ótimo para os satélites de observação.

Para esta missão, a SpaceX usou um foguete Falcon 9 que já foi para o espaço três vezes. Após a decolagem, o foguete pousou com sucesso na plataforma de pouso terrestre da SpaceX perto do local de lançamento na Flórida. SAOCOM 1B foi implantado apenas 14 minutos após a decolagem, enquanto os dois pequenos satélites foram implantados cerca de uma hora após o lançamento.

Fonte: Engadget, The Verge
User img

Fabio Rosolen

Conheça o Luna! O novo serviço de STREAMING de JOGOS da Amazon

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.