FBI prende hacker que pretendia atacar Tesla
Créditos: Teslarati / Reprodução

FBI prende hacker que pretendia atacar Tesla

Montadora colaborou com a investigação; cibercriminoso planejava extorquir a companhia

O FBI deflagrou na semana passada uma operação que desmontou um plano arquitetado por hackers que planejavam sequestrar informações da Tesla através de um ataque ransomware

De acordo com os investigadores, o russo Egor Igorevich Kriuchkov, preso durante a ação, viajou para os EUA em julho com visto de turista e fez contato com um funcionário que trabalha na Tesla Gigafactory, em Nevada.

26/08/2020 às 09:02
Notícia

Vale firma parceria com Tesla para produção de baterias para ...

Esse será o primeiro projeto desenvolvido pela Tesla que terá operação no Brasil

O cibercriminoso se encontrou diversas vezes com este funcionário, que teve sua identidade mantida sob anonimato, até lhe fazer uma proposta de pagamento de US$ 1 milhão (aproximadamente R$ 5,5 milhões na atual cotação do dólar) para ajudá-lo a introduzir um malware na rede da Tesla, extrair dados internos da montadora e cobrar um resgate para não vazar as informações sensíveis.

O funcionário aceitou a oferta, porém, imediatamente informou a fabricante de carros elétricos. A companhia, então, acionou o FBI.

Os investigadores obtiveram diversas informações através de um sistema no qual, com a colaboração do funcionário da Tesla, começaram a receber as mensagens de texto enviadas por Kriuchkov enquanto ocorria a negociação dos termos relacionados ao ataque.

O hacker foi preso no dia 22 de agosto, quando tentava deixar os EUA, e assumiu que fazia parte de um grupo de cibercriminosos. 

Curiosamente, no comunicado que detalhou a ação, o FBI não mencionava a empresa que estava sob a mira dos hackers, contudo, o próprio Elon Musk, CEO da Tesla, confirmou que era sua companhia. 

Continua após a publicidade

Segundo o site Electrek, por meio da cooperação com o funcionário da Tesla, os investigadores conseguiram obter informações sobre ataques anteriores desse mesmo grupo. Eles não confirmaram quais empresas foram afetadas, porém, um ataque ransomware semelhante foi realizado contra o Grupo CWT -- que pagou um resgate de US$ 4,5 milhões. 

Via: Engadget Fonte: Electrek
User img

Gabriel Tagarro

Formado em jornalismo pela Universidade Castelo Branco, é apaixonado por games desde 1994, quando ganhou um Master System. Joga de tudo um pouco, seja no PC ou no console. Ama tecnologia e escreve com prazer sobre tudo que a envolve.

Semana BLACK FRIDAY: 7 DICAS para COMPRAR MUITO BARATO na INTERNET!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.