Cartel mexicano usa drones equipados com explosivo C4 contra rivais
Créditos: Reprodução/La Silla Rota

Cartel mexicano usa drones equipados com explosivo C4 contra rivais

Milicianos encontraram dois drones que aparentavam ser da linha DJI Mavic 2 Zoom

Novas evidências surgiram para indicar que um cartel mexicano está usando drones armados com explosivos C4 para atacar seus inimigos. Um grupo de milicianos em Tepalcatepec, no sudoeste do México, relatou ter encontrado dois drones que aparentavam ser da linha DJI Mavic 2 Zoom dentro de um carro blindado que os assassinos do cartel haviam abandonado após uma tentativa de ataque à cidade, que faz fronteira com Jalisco, em 25 de julho.

10/04/2020 às 15:53
Notícia

Exército dos EUA desenvolve drones de reconhecimento que são ...

Eles são disparados a partir de lançadores de granadas M320A1 de 40mm

O C4 em recipientes semelhantes a Tupperware colados aos drones, que seria acionado com um sistema de detonação remota, estava repleto de esferas de metal para servir como estilhaços. Os drones foram encontrados em uma caixa de papelão que estava encharcada de sangue, indicando aos membros da milícia que quem pretendia pilotar os drones havia sido ferido.

A nova tática representa a determinação do cartel de tirar o controle do município de Michoacán da milícia e uma evolução de sua estratégia de ataque aéreo. Em abril, o cartel usou aviões de pequeno porte para lançar explosivos em Tepalcatepec, mas depois que as autoridades aumentaram a vigilância aérea na região, o CJNG optou por drones, que não podem ser detectados no radar.


Reprodução/La Silla Rota

Membros da milícia disseram que foram ouvidas explosões em todo o município, mas até agora ninguém foi ferido em um ataque de drones. Eles acreditam que o cartel ainda não aprendeu a pilotá-los e detoná-los com precisão.

No final de abril, a procuradoria informou que drones com C4 que seriam usados pelo CJNG para atacar membros rivais do cartel de Santa Rosa de Lima, em Guanajuato, foram descobertos em Puebla. Uma busca em três locais revelou três drones, dois controladores, C4, pólvora, curtume, sete celulares, 53 cartões SIM, três rádios, placas de circuito, fiação, duas armas e munições, mas ninguém foi preso.

O exército mexicano também usa drones para combater o crime organizado. Os drones desempenharam um papel importante na captura e prisão do líder do cartel de Santa Rosa de Lima, Antonio "El Marro" Yépez Ortiz no início deste mês, depois que uma frota de drones armados com câmeras de alta resolução ajudou a localizar e monitorar seus movimentos.

Fonte: Business Insider, DroneDJ
User img

Fabio Rosolen

Estamos com a MI BAND 5! Veja o que a PULSEIRA INTELIGENTE da XIAOMI pode fazer

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.