Comissão dos Estados Unidos decide não proibir drones da DJI no país
Créditos: Reprodução/DJI

Comissão dos Estados Unidos decide não proibir drones da DJI no país

Empresa chinesa vence mais uma guerra de patentes contra Autel Robotics

DJI venceu outra disputa de patentes contra a Autel Robotics e não será proibida de ter seus drones em território estadunidense, como determinado pela Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos (ITC). As duas fabricantes de drones estão brigando na justiça desde 2018 pela suposta violação de patentes por parte da DJI, o que colocava em risco sua atuação nos EUA. A ITC decidiu nesta última quinta-feira, em um documento de determinação final, que a aplicação da proibição será suspensa e a investigação encerrada.

A guerra de patentes DJI vs Autel começou há dois anos quando a Autel Robotics pediu ao ITC para investigar a possível violação de uma série de patentes da Autel. O registro que mais importante nessa "guerra de patentes" entre as marcas foi a patente US9260184B2, chamada de “aeronave rotativa compacta não tripulada”, que descreve o mecanismo de travamento da hélice entre ela e o rotor.

21/08/2020 às 15:46
Notícia

DJI contraria reportagem da Reuters e diz que negócios vão bem

Agência de notícias publicou que empresa estaria demitindo funcionários e realinhando operações

Os advogados da DJI defenderam durante o processo que esta patente é, de fato, "não patenteável", segundo o órgão Patent Trial and Appeal Board (Tribunal de Julgamento e Apelações de Patentes (PTAB)) definido em março de 2020. A DJI tentou mudar o projeto do mecanismo de bloqueio da hélice para evitar infringir a patente de Autel, mas isso não foi suficiente de acordo com o ITC.

Apesar de o processo ter iniciado a favor da Autel, o ITC decidiu pela suspensão da proibição dos drones DJI por causa das conclusões do PTAB no início do ano.

Confira abaixo a decisão final do processo

É dado aviso de que a Comissão de Comércio Internacional dos EUA determinou que:
1. os réus violaram a Seção 337 do Tariff Act de 1930, conforme emenda, importando, vendendo para importação ou vendendo nos Estados Unidos após a importação de certos veículos aéreos não tripulados ("VANTs") que infringem a patente norte-americana nº 9.260.184 do reclamante ("a patente '184”);
2. os conjuntos de travamento do rotor redesenhados dos entrevistados não estavam prontos para julgamento nesta investigação;
3. as soluções apropriadas são uma ordem de exclusão limitada e ordens de cessação e desistência; e
4. a execução de tais medidas corretivas serão suspensas enquanto se aguarda a resolução final de uma Decisão Final Escrita pela Patent and
Trademark Office (“PTAB”) de que as alegações da patente '184 não são patenteáveis.
Esta investigação foi encerrada.

Continua após a publicidade

Via: Dronexl
User img

Mariela Cancelier

Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

TUDO que o NVIDIA BROADCAST consegue fazer!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.