178 terabits por segundo é o novo recorde mundial de velocidade da internet
Créditos: Reprodução/Yann Schreiber/AFP

178 terabits por segundo é o novo recorde mundial de velocidade da internet

Velocidade foi atingida por pesquisadores da University College London trabalhando com a Xtera e a KDDI Research

O recorde da velocidade de internet mais rápida do mundo agora é de 178 terabits por segundo (Tbps), ou 178.000.000 megabits por segundo. Para fazer uma comparação, a velocidade mais rápida disponível para os consumidores atualmente é de 10Gbps no Japão. 

A taxa de transmissão de dados mais rápida do mundo foi alcançada por uma equipe de engenheiros da University College London (UCL) liderada pela Dra. Lidia Galdino, que trabalhou em conjunto com as empresas Xtera e KDDI Research. A velocidade de 178 terabits por segundo é suficiente para baixar toda biblioteca da Netflix “em menos de um segundo”.

25/05/2020 às 13:32
Notícia

Pesquisadores atingem 44.2 Tbps através de cabo de fibra ópti...

Dispositivo chamado microcomb substituiu os lasers tradicionais nos equipamentos

O recorde, que é o dobro da capacidade de qualquer sistema atualmente implantado no mundo, foi estabelecido transmitindo dados através de uma gama muito maior de cores de luz, ou comprimentos de onda - algo diferente do que é normalmente usado em fibra óptica. A infraestrutura atual utiliza uma largura de banda de espectro limitado de 4,5THz, com sistemas de largura de banda comerciais de 9THz entrando no mercado. Os pesquisadores utilizaram uma largura de banda de 16,8THz.

Os pesquisadores combinaram diferentes tecnologias de amplificação necessárias para aumentar a potência de sinal sobre essa largura de banda mais ampla e velocidade maximizada, desenvolvendo novas constelações de Modelagem Geométrica (GS), que são padrões de combinações de sinais que fazem melhor uso das propriedades de fase, brilho e polarização da luz, manipulando as propriedades de cada comprimento de onda individual. A conquista é descrita em um novo artigo científico 10.1109/LPT.2020.3007591 publicado no IEEE Photonics Technology Letters.

A velocidade está próxima do limite teórico de transmissão de dados estabelecido pelo matemático americano Claude Shannon em 1949.

 

A vantagem da técnica é que ela pode ser implantada em infraestrutura já existente de forma econômica, atualizando os amplificadores que estão localizados em rotas de fibra óptica em intervalos de 40 a 100km. Atualizar um amplificador custaria £16.000 (US$ 20.972,28), enquanto a instalação de novas fibras ópticas pode, em áreas urbanas, custar até £450.000 (US$ 589,851) por quilômetro.

178 terabits por segundo é o novo recorde mundial de velocidade da internet
Dra. Lidia Galdino
(Reprodução/James Tye/ UCL)

O novo recorde, demonstrado em um laboratório da UCL, é um quinto mais rápido que o recorde mundial anterior de uma equipe no Japão. A essa velocidade, levaria menos de uma hora para baixar os dados que compõem a primeira imagem de um buraco negro que, devido ao seu tamanho, precisaria ser armazenada em meia tonelada de discos rígidos e transportada de avião. A velocidade está próxima do limite teórico de transmissão de dados estabelecido pelo matemático americano Claude Shannon em 1949.

Via: Neowin.net Fonte: UCL News
User img

Fabio Rosolen

A GoPro HERO9 Black chegou - praticamente PERFEITA!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.