HiSilicon, subsidiária da Huawei, perde parte de sua equipe de engenharia
Créditos: Reprodução/GizChina

HiSilicon, subsidiária da Huawei, perde parte de sua equipe de engenharia

Isso pode afetar os planos recentemente vazados da Huawei para construir suas linhas de produção de 45nm

Enquanto a Huawei lida com as sanções impostas pelo governo dos Estados Unidos, sua subsidiária HiSilicon começou a perder parte de sua equipe de engenharia em Taiwan. Segundo o DigiTimes, as crescentes sanções comerciais dos EUA estão levando a HiSilicon ao limite e por isso muitos engenheiros deixaram a empresa. Este é um problema sério para a Huawei, que vinha se esforçando para contratar funcionários de outras fabricantes de chips de Taiwan e de fabricantes internacionais.

17/08/2020 às 16:01
Notícia

Estados Unidos ampliam restrições à Huawei e licença temporár...

Objetivo é reprimir o acesso da empresa chinesa a chips e tecnologias disponíveis comercialmente

Mais preocupante, porém, é como isso afetará os planos recentemente vazados da Huawei para construir suas linhas de produção de 45nm. A Huawei supostamente está querendo construir suas próprias linhas de produção de chips de 45nm sem tecnologia dos Estados Unidos ainda este ano, mas fontes da indústria acham que isso não será possível.

Os engenheiros que deixaram a empresa provavelmente estão respondendo às recentes notícias de que os Estados Unidos não concederão extensões nas licenças gerais temporárias que permitiram que empresas que usam chips feitos por empresas estrangeiras desenvolvidos ou produzidos com software ou tecnologia americana continuassem fazendo negócios com a Huawei. Essas licenças expiraram na última sexta-feira, e as empresas afetadas agora terão que solicitar novas licenças especiais que dificilmente serão fornecidas.

Apesar dos esforços de empresas como a TSMC para continuar a fazer negócios com a Huawei, até mesmo a gigante taiwanesa de chips está desistindo. Ela divulgou recentemente um comunicado dizendo que planeja interromper o fornecimento de chips para a Huawei a partir de 14 de setembro.

HiSilicon, subsidiária da Huawei, perde parte de sua equipe de engenharia
Reprodução/EE Times Asia

A Huawei está atualmente trabalhando para trazer seus principais smartphones Mate 40 e Mate 40 Pro para o mercado. Eles podem ser os últimos celulares da empresa equipados com os chips Kirin personalizados da HiSilicon.

Fonte: Tom's Hardware, DigiTimes
User img

Fabio Rosolen

Os novos SMARTPHONES da LG: K52, K62 e K62+ | Unboxing

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.