Fortnite é expulso da Play Store e Epic abre processo contra Apple e Google
Créditos: Reprodução/ The Verge

Fortnite é expulso da Play Store e Epic abre processo contra Apple e Google

Google fala que atualização do game fere com as políticas da loja de aplicativos

Leitura Rápida

  • A Epic está iniciando uma batalha contra a Apple e a Google
  • Isso porque a empresa diz que as taxas cobradas por ambas as lojas são abusivas
  • Para mostrar o descontentamento, a empresa lançou uma atualização, com uma nova forma de pagamento
  • Isso fez com que as lojas de apps banissem o game
  • A justificativa é que a atualização fere com as diretrizes das lojas
  • A Epic está entrando em um processo judicial contra a Apple e Google, acusando-as de duopólio
  • A empresa também iniciou a campanha #FreeFortnite

Poucas horas após a Apple ter banido o game Fortnite da sua loja de aplicativos, App Store, a Google fez o mesmo. O jogo também foi removido da Play Store, não podendo ser instalado pelos usuários do Android. Isso culminou na desenvolvedora do game, Epic Games, entrar com um processo contra ambas as empresas, acusando-as de duopólio. Além disso, também iniciou a campanha #FreeFortnite.

O motivo alegado pela Google é o mesmo informado pela Apple. Segundo as empresas, a atualização do jogo fere com as diretrizes das lojas, o que resultou na expulsão do game da plataforma.

Pelo Twitter oficial da Fortnite Brasil, a empresa informou oficialmente que o game havia sido removido também da Play Store. O game ainda está disponível para quem já o tem instalado, mas não pode ser baixado em novos dispositivos.

A Epic Games está, declaradamente, entrando em uma batalha contra as lojas de aplicativos. A desenvolvedora está acusando as plataformas de terem formado um duopólio, não permitindo que os usuários tenham liberdade para escolher onde irão instalar seus aplicativos.

Continua após a publicidade

O principal motivo para que a empresa começasse a traçar essa batalha foi devido à alta porcentagem de lucro cobrada por ambas as empresas. Para que o aplicativo seja disponibilizado pelas lojas, a desenvolvedora precisa ceder 30% de qualquer transição interna para a Google e para a Apple. A Epic afirma que esse é um valor abusivo e que precisa ser reduzido.

Para mostrar como estava insatisfeita com a exigência das empresas, um de seus games mobile de maior popularidade, Fortnite, passou por uma atualização. No update a empresa colocou uma nova forma de pagamento da moeda do game, os V-Bucks.

As compras realizadas internamente no game eram repassadas integralmente para a desenvolvedora, sem ser intermediada pela loja de aplicativos. Isso resultava em um desconto de 20% para os clientes, o que tornava a compra muito mais atrativa.

A empresa procurou com a ação demonstrar para seus jogadores como a taxa os afeta. A Epic mostrou com a atualização que, com uma taxa fixa de 20% a menos, como os valores poderiam ser mais baixos para as compras, mesmo com uma taxa de lucro de 10% para a Play Store e App Store. 

14/08/2020 às 08:43
Notícia

Apple remove Fortnite da App Store

Epic Games agora está processando a empresa alegando comportamento anticompetitivo e monopólio

Continua após a publicidade

Como resposta para a ação, a Apple baniu Fortnite imediatamente da loja de aplicativos. Logo em seguida, a Google fez o mesmo. Neste momento, não é mais possível instalar o game em nenhum dispositivo mobile com iOS ou Android de forma oficial. 

O CEO da Epic, Tim Sweeney, já havia dado declarações anteriores, criticando o modelo de arrecadação, imposto por ambas as empresas. Isso porque não há alternativas, ou os desenvolvedores aceitam os termos das plataformas, ou o seu game não chega aos usuários do sistema operacional de forma oficial. 

Até é possível instalar aplicativos de outras maneiras, mas o próprio Android, por exemplo, ativa um sistema de segurança. Ele informa que que o aplicativo não é seguro e o sistema operacional não tem controle sobre o download feito, enviando notificações constantes. 

Em decorrência a este sistema, a Epic está entrando com um processo contra a Apple e a Google. A empresa também iniciou uma campanha, #FreeFortnite, para que os seus jogares apoiem a empresa e as taxas cobradas pelas lojas de aplicativo diminuam. 

Via: Neowin, The Verge, Adrenaline Fonte: Epic, Epic (2)
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

BLACK FRIDAY: DICAS para COMPRAR uma SMART TV!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.