Mais de 400 vulnerabilidades descobertas em processadores Snapdragon da Qualcomm
Créditos: Finance and Markets

Mais de 400 vulnerabilidades descobertas em processadores Snapdragon da Qualcomm

Empresa de pesquisa em segurança publicou relatório Achilles, alertando para as falhas

Bilhões de dispositivos Android podem estar expostos a ataques de hackers e outros malfeitores digitais devido a mais de 400 vulnerabilidades descobertas em processadores Snapdragon. A Qualcomm, fabricante dos componentes, é hoje a principal fornecedora de componentes para celulares Android, com a estimativa de ter seus chips em 40% dos mercado mobile. E a empresa de segurança Check Point descobriu essas vulnerabilidades nos componentes, conforme divulgou numa pesquisa chamada Achilles.

As vulnerabilidades foram encontradas, especificamente, no DSP da Qualcomm, o Digital Signal Processor, que faz parte do conjunto de componentes que formam um SoC, como o Snapdragon.

A Check Point não entrou em detalhes técnicos sobre como essas vulnerabilidades acontecem para dar tempo suficiente para a Qualcomm e suas parceiras corrigirem os problemas antes que eles possam ser explorados. Mas a empresa de segurança chegou a dizer alguns dos ataques que pessoas mal intencionadas poderiam criar usando essas falhas:

- Invasores podem transformar o celular numa ferramenta de espionagem perfeita, sem precisar de nenhuma interação do usuário - As informações que podem se tiradas do celular incluem fotos, vídeos, gravação de chamadas, dados em tempo real do microfone, dados de localização do GPS, etc.

- Invasores podem conseguir deixar o celular constantemente sem resposta - Fazendo toda a informação armazenada no celular permanentemente indisponível, o que inclui fotos, vídeos, detalhes de contatos, etc. Em outras palavras, um ataque localizado de denial-of-service.

- Malware e outros códigos maliciosos podem esconder suas atividades completamente e se tornarem irremovíveis.

A Qualcomm reconheceu as vulnerabilidades, mas diz que não encontrou sinais delas sendo exploradas ainda, além de prometer que já está trabalhando para corrigir. A seguinte declaração foi feita ao Ars Technica:

Continua após a publicidade
Fonte: Check Point, Ars Technica
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

TUDO que o NVIDIA BROADCAST consegue fazer!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.