TikTok quer processar governo dos EUA após ser banido do país por Trump
Créditos: Vice

TikTok quer processar governo dos EUA após ser banido do país por Trump

Empresa chinesa vai entrar com recursos cabíveis perante a corte americana

Comentamos hoje mais cedo que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou oficialmente ordens executivas para banir oficialmente TikTok e WeChat do solo americano. Como resposta, o TikTok, da empresa chinesa ByteDance, está ameaçando processar a administração do governo Trump. Segundo o chefe do executivo dos EUA, as firmas chinesas são uma ameaça à segurança nacional.

Sobre o assunto, a empresa chinesa chegou a dizer que ficou chocada com a ordem executida emitida e acrescenta: "Por quase um ano, procuramos nos relacionar com o governo dos Estados Unidos de boa fé para fornecer uma solução construtiva às preocupações que foram expressas. O que encontramos, em vez disso, foi um governo que não deu atenção aos fatos, ditou os termos de um acordo sem passar pelos processos legais padrões e tentou se inserir nas negociações entre empresas privadas."

Microsoft diz que pretende fechar acordo
para compra do TikTok até 15 de setembro

Conforme comentado pela empresa em nota, ela buscará todos os recursos legais disponíveis a fim de garantir que o estado de direito não seja descartado e que ela e seus usuários sejam tratados de forma justa ao menos pelos tribunais dos Estados Unidos. Durante esta semana vimos a pressão exercida por Donald Trump para que a ByteDance vendesse suas operações do TikTok no EUA para uma empresa do país. A Microsoft chegou a demonstrar interese e alguns rumores apontam que pode chegar a assumir por completo a empresa chinesa em uma compra bilionária.

Mas não é apenas TikTok que está sofrendo com sanções do governo Trump, outras empresas chinesas estão sendo acusadas de espionagem e concorrência desleal no mercado internacional. A Huawei, uma das maiores fabricantes de smartphones do mundo, também está sendo fortemente afetada, impedida de negociar com companhias americanas. Recentemente, a empresa anunciou que vai encerrar a linha de processadores Kirin por não ter como fabricar, já que a parceria com a TSMC foi rompida.

Fonte: Business Insider
User img

Neri Neto

O universo geek faz parte do dia a dia, da vida, deste jornalista. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, Neri Neto é responsável por conteúdos diversos no Mundo Conectado. Ele adora tecnologia, cinema, games e descobriu ainda na infância que a linguagem dos vídeos seria perfeita para falar de tudo que ama. Neri também fala bastante em terceira pessoa, gosta de descontrair e está sempre nas redes sociais.

BLACK FRIDAY: DICAS para COMPRAR uma SMART TV!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.