Donald Trump assina ordens executivas que podem banir TikTok e WeChat dos EUA
Créditos: Reprodução/Neowin.net

Donald Trump assina ordens executivas que podem banir TikTok e WeChat dos EUA

Os aplicativos podem ser banidos em 45 dias caso eles não sejam vendidos

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou uma ordem executiva que proíbe transações com as empresas por trás do TikTok e WeChat, ByteDance e Tencent Holdings Ltd., respectivamente. A ordem entrará em vigor daqui a 45 dias, ou seja, em 20 de setembro.

Na ordem executiva, Trump diz que os aplicativos móveis desenvolvidos por empresas chinesas "ameaçam a segurança nacional, a política externa e a economia dos Estados Unidos" e é por isso que ele está agindo para enfrentar a ameaça representada por um desses aplicativos, o TikTok.

06/08/2020 às 21:46
Notícia

Microsoft pretende assumir controle global do TikTok, indica ...

Empresa estaria estudando comprar operação da rede social em todo o mundo

A ordem afirma que o TikTok "captura vastas quantidades de informações de seus usuários, incluindo informações de atividades na Internet e outras informações de atividades de rede, como dados de localização, navegação e históricos de pesquisa". Isso permite que o Partido Comunista Chinês rastreie potencialmente funcionários federais dos EUA e construa seu perfil que pode ser usado para chantageá-los ou para espionagem corporativa. A ordem executiva também menciona o governo indiano proibindo o TikTok como um exemplo de quão sério é o assunto.

O presidente também assinou outra ordem semelhante proibindo o WeChat, embora não seja tão popular quanto o TikTok nos EUA, que tem mais de 100 milhões de usuários. Para o TikTok, a ordem diz que "qualquer transação por qualquer pessoa, ou com relação a qualquer propriedade, sujeita à jurisdição dos Estados Unidos, com a ByteDance Ltd." é proibida. A ordem executiva para o WeChat proíbe transações com sua controladora, a Tencent Holdings Ltd, que já investiu em muitas empresas dos EUA.

O governo Trump quer que a ByteDance venda o TikTok para uma empresa dos EUA se quiser operar no país. A Microsoft já manifestou seu interesse em adquirir as operações do TikTok nos EUA, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

Continua após a publicidade

Donald Trump assina ordens executivas que podem banir TikTok e WeChat dos EUA
Reprodução/Dado Ruvic/Reuters

De acordo com a agência de notícias Reuters, o governo Trump disse na última quarta-feira que tomará medidas para eliminar das redes dos EUA os "aplicativos chineses não confiáveis", como TikTok e WeChat. Essas medidas provavelmente também impactarão a Autel Robotics e a DJI no futuro. No caso da DJI, a fabricante chinesa de drones oferece uma grande variedade de aplicativos como DJI Go 4, DJI Fly, DJI Pilot, DJI Mimo e outros através da App Store da Apple e da Google Play Store.

O programa do governo dos Estados Unidos é chamado de "Rede Limpa" e o secretário de Estado Mike Pompeo disse que inclui cinco passos destinados a proteger cidadãos americanos e empresas de aplicativos e empresas de telecom chinesas que poderiam acessar informações sigilosas.

O ministro chinês das Relações Exteriores, Wang Yi, disse em entrevista à agência de notícias estatal Xinhua na quarta-feira que os Estados Unidos "não têm o direito" de criar a "Rede Limpa". Ele se referiu às ações anunciadas por Pompeo como "um caso de bullying": "Qualquer um pode ver claramente que a intenção dos EUA é proteger sua posição de monopólio em tecnologia e roubar os outros países de seu direito próprio ao desenvolvimento", disse Wang.

Fonte: Neowin.net, DroneXL, G1
User img

Fabio Rosolen

Estamos com a MI BAND 5! Veja o que a PULSEIRA INTELIGENTE da XIAOMI pode fazer

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.