Oi pode ser comprada pela Tim e Claro por  R$ 16,5 bilhões
Créditos: Reprodução/ Epoca Negocios

Oi pode ser comprada pela Tim e Claro por R$ 16,5 bilhões

Nova oferta veiculante sobre possível aquisição da empresa foi apresentada em julho

Leitura Rápida

  • A Oi recebeu uma nova proposta de venda, por um conglomerado nacional
  • O valor proposto de aquisição foi de R$ 16,5 bilhões
  • A Oi diz estar considerando a oferta e que novidades devem ser divulgadas assim que a decisão for tomada

A empresa de telefonia OI (OIBR3, OIBR4), recebeu uma nova proposta de aquisição de seus negócios móveis. A empresa está em negociação desde março de 2020, mas em reunião no dia 18 de julho, empresas nacionais fizeram uma nova oferta. A Tim e a Claro, em conjunto, ofereceram o valor de R$ 16,5 bilhões para a aquisição de sua infraestrutura.

Com essa nova proposta, o Conselho de Administração da Companhia aprovou a prorrogação e revisão da oferta vinculante. Ela está sendo estudada por algumas condições impostas pela Oi. Uma das revisões que estão ocorrendo é a respeito do "stalking horse" ("primeiro proponente"). A Oi fala que estão sendo feitas a seleção de propostas ofertantes.

A empresa também informa em seu comunicado que com a oferta dos conglomerados nacionais, se aceitos como melhor proposta, irá trazer benefícios para os acionistas. Em seu comunicado, a Oi fala que a aquisição pode fazer "aceleração de crescimento e geração de eficiências a clientes, através de melhoria na experiência de uso e qualidade do serviço prestado". A empresa também menciona que também pode trazer melhorias para "o setor como um todo através de reforço em sua capacidade de investimento, inovação tecnológica e competitividade".

Como mencionado, o processo ainda está sendo discutido e avaliado pelos executivos. Ainda não há confirmação se a empresa irá vender para o conglomerado de empresas de telefonias nacionais, ou se irá aderir a proposta internacional. A Oi fala que irá manter os acionistas e clientes avisados sobre as decisões futuras. 

User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

MAVIC AIR 2 - Uma análise de DRONE no PARAÍSO

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.