Pesquisadores criam mochila com câmera para besouros
Créditos: Divulgação/ Universidade de Washington

Pesquisadores criam mochila com câmera para besouros

As pesquisadores pretendem entrar em ambientes pequenos e de difícil acesso

Leitura Rápida

  • Pesquisadores desenvolveram uma mochila com sensores e uma pequena câmera, que capta imagens pelo ponto de vista de besouros
  • O objetivo é ter acesso a espaços que não são alcançáveis por humanos e robôs
  • Essas pesquisas podem ajudar muito no avanço dos estudos de biologia com os insetos

Cientistas da Universidade de Washington criaram uma “uma GoPro para besouros”. Esse equipamento é colocado nas costas dos insetos, como uma mochila. Ela possui uma pequena câmera, capaz de transmitir vídeo de 1 a 5 qps e girar até 60 graus. Os pesquisadores vão poder ter acesso à informações pelo ponto de vista dos besouros, podendo fazer novas descoberta a respeito da vida na Terra.

Essa não é a primeira vez que esse equipamento é testado. O primeiro modelo foi desenvolvido para abelhas e, a partir de agora, vai começar a ser testado em besouros. Os dispositivos vão poder ajudar a potencializar futuros estudos biológicos, além de permitir a exploração "de novos ambientes”, de acordo com a equipe responsável pela pesquisa.

Esse equipamento pode ser usado por duas espécies diferentes de besouros. Ambos foram estudados antes do projeto iniciar. As observações do cientistas mostraram que eles eram capazes de carregar até meio grama de peso. Portanto, todo o equipamento tem um quarto desse total. 

A câmera presente no equipamento não capta imagens em alta resolução, muito pelo contrário. Pelo limitante de peso e tamanho, reduções foram feitas. As transmissões são feitas em preto e branco, em potência ultrabaixa. As imagens são enviadas para um smartphone, que tem acesso ao vídeo em tempo real.

Ela também possui um pequeno braço mecânico, que ajuda nas angulações de visão. Tudo foi pensado para ser o mais leve possível e fornecer  "uma visão ampla do que está acontecendo sem consumir uma quantidade enorme de energia", informa Iyer. Uma carga é suficiente para seis horas de autonomia. 

Continua após a publicidade

A equipe disse que os insetos usados na pesquisa não foram machucados. Os pesquisadores dizem que eles permaneceram vivos por pelo menos mais um ano depois do fim dos testes. Eles dizem ainda que é esperado que essa "mochila" ajude os pesquisadores a continuarem fazendo avanços em relação ao reino animal. 

Via: Engadget
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

TUDO que o NVIDIA BROADCAST consegue fazer!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.