Cometa Neowise está perto da Terra e tem sido fonte de imagens incríveis
Créditos: Maroun Habib

Cometa Neowise está perto da Terra e tem sido fonte de imagens incríveis

Corpo celeste foi descoberto em março e também é conhecido como C/2020 F3

Leitura Rápida

  • Neowise C/2020 F3 foi descoberto em março ao se aproximar do Sol
  • Desde que terminou seu contorno à nossa estrela, o cometa rende belas imagens e está visível a olho nu
  • Núcleo frágil de gelo ainda pode se partir antes que o cometa suma do radar

O cometa Neowise está passando perto da Terra durante julho de 2020. O corpo celeste foi descoberto em março, não representa nenhum tipo de ameaça à Terra e é o primeiro cometa visível do ano.

Em todo o mundo e até acima dele, as pessoas estão aproveitando as imagens incríveis propiciadas e registrando para a posterioridade. O cometa costuma estar próximo do horizonte, mais ao norte e fica mais visível ao anoitecer e amanhecer.

Avistado inicialmente ao se aproximar do Sol, o C/2020 F3 contornou nossa estrela com sucesso e estará durante esta semana em seu ponto de maior proximidade com a Terra. Outros dois cometas já haviam falhado em dar a volta este ano, frustrando astrônomos.

(Cometa Neowise C/2020 F3 visto a partir do Líbano - Créditos: Maroun Habib)

O cometa Neowise esteve a 0,28 unidades astronômicas de distância do Sol em seu momento de maior proximidade. Isso equivale a mais de 43 milhões de quilômetros, ou um pouco menos que a distância média de Mercúrio até o Sol.

O nome "Neowise" vem do telescópio espacial infravermelho que descobriu o C/2020 F3 no dia 27 de março. O Near Earth Asteroid Wide-field Infrared Survey Explorer, ou NEOWISE, foi lançado em 2009 e está ativo desde 2013, após passar por dois anos de hibernação.

O astronauta Bob Behnken, que participou do lançamento da Dragon Crew da SpaceX, twittou a partir da Estação Espacial Internacional a seguinte foto do cometa:

(Cometa Neowise C/2020 F3 visto a partir da ISS - Créditos: Bob Behnken, NASA)

As previsões dos astrônomos indicam que o Neowise C/2020 F3 deve estar visível até o fim deste mês. Entretanto, um evento poderia abreviar a existência do cometa e, portanto, apagá-lo de nosso céu antes disso.

Continua após a publicidade

O núcleo congelado do cometa, assim como de outros, é frágil e pode não sobreviver ao impulso ganho ao contornar o Sol. Algumas das últimas observações parecem conter pontos brilhantes atrás do núcleo, o que pode indicar desintegração.

(Cometa Neowise C/2020 F3 visto a partir da Namíbia - Créditos: Gerald Rhemann)

Apesar de ser o primeiro cometa visível de 2020, este ano já rendeu outros eventos dignos de observação. Em maio, por exemplo, uma chuva de detritos do cometa Halley garantiu boas imagens.

Você também pode estar interessado em saber mais sobre o buraco negro mais próximo da Terra, descoberto recentemente. A cerca de 1.000 anos-luz de distância, o corpo pertence a um sistema que pode ser visto a olho nu no hemisfério Sul.

Fonte: Astronomy, CNN
User img

Odir Brüggmann Filho

PIX: TUDO que você PRECISA SABER

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.