Videogames e filmadoras estão entre os produtos que mais encareceram na pandemia
Créditos: Reprodução | HD Wallpapers | Bruno Lima

Videogames e filmadoras estão entre os produtos que mais encareceram na pandemia

Do outro lado da moeda, smartwatches tiveram queda de 21,5%

Já é fato bastante conhecido que o mercado de eletrônicos anda sofrendo bons aumentos de preço devido à atual pandemia do covid-19 - assim como outros diversos setores da economia. Segundo um levantamento recente do Zoom, portal e app comparador de preços, alguns dos principais segmentos que viram as maiores altas até agora incluem os videogames e filmadoras como câmeras de ação, por exemplo.

A pesquisa realizada leva em consideração as variações de preço ocorridas entre 1 de fevereiro e 1 de junho deste ano. De acordo com os resultados, o preço médio dos videogames era de R$ 1.546,12 e, em maio, subiu para R$ 2.040,04 - o que corresponde a 32% de alta entre os períodos pré e pós-quarentena. As filmadoras, por sua vez, saíram de R$ 1.840,78 para R$ 2.377,76 na terceira fase do levantamento (ele foi feito em três etapas), o que representa um aumento de 29%.

De acordo com  Thiago Flores, CEO do Zoom, um dos principais fatores para o aumento de preços no Brasil é a alta do dólar. Já Murilo Tunholi, especialista de produto do Zoom das categorias de notebooks e jogos, complementa, citando as dificuldades físicas para a importação dos consoles, já que o Brasil não possui fabricação nacional desses dispositivos.

04/06/2020 às 10:17
Notícia

Cerca de 74% das empresas no Brasil devem adotar home office ...

Executivos enxergam mais vantagens do que desvantagens, indica pesquisa realizada pela Chusman & Wake...

"É importante ressaltar que cada varejista e cada fabricante tem estoques distintos e sistemas de logística diferentes. Portanto, são diversos os fatores que contribuem para a precificação de produtos e, por isso, não é correto afirmar que só a alta da moeda americana é que aumenta o valor da importação e impacta nos preços dos eletrônicos.” - Thiago Flores, CEO do Zoom.


Nem tudo subiu

Em contrapartida, Alguns produtos apresentaram queda de preços. O maior destaque fica para os smartwatches, que sentiram uma queda de preço correspondente a 21,5%. Tvs, celular e Tablets também entram nessa lista, com porcentagens abaixo dos 10%.

Por fim, um produto que não teve grande oscilação no mercado foram os Leitores Digitais de Ebook, variando em centavos. Já livros físicos, que não estavam em uma boa situação até então, tem chance de recuperação pós-pandemia, uma vez que suas vendas já subiram 31% em comparação ao auge da quarentena.

Continua após a publicidade

User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

MAVIC AIR 2 - Uma análise de DRONE no PARAÍSO

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.