Liga de futebol espanhola tem torcida criada por computador para quem assiste pela TV
Créditos: Divulgação/ LaLiga

Liga de futebol espanhola tem torcida criada por computador para quem assiste pela TV

O campeonato possui sons personalizados para que os espectadores tenham melhor experiência

Leitura Rápida

  • A LaLiga voltou, mas sem a sua torcida
  • Para que os espectadores que acompanham as partidas de futebol de casa, pela TV, tenham uma melhor experiência, efeitos áudio visual estão sendo adicionados
  • Uma torcida digital, assim como gritos e canções, são colocadas artificialmente para quem acompanha pela TV

Em uma parceria VIZRT e EA SPORTS com a LaLiga, o campeonato espanhol de futebol voltou com torcida artificial. A LaLiga foi retomada sem torcedores nas arquibancadas - devido a medidas de saúde após a pandemia global do COVID-19 -, mas para que as cadeiras não ficassem vazias, estão sendo usadas tecnologias de games. Assim, quem assistir os jogos do campeonato pela TV, terá a impressão de que há torcidas na plateia.

A pandemia de Covid-19 está alterando vários aspectos da sociedade. Os eventos que reúnem aglomerações de pessoas estão proibidos, na maior parte do mundo. É o caso de campeonatos de futebol. Para que as campanhas não precisassem parar, muitos jogos estão sendo feitos, mas sem a torcida. Apenas os times podem entrar em campo, com a equipe necessária para a transmissão dos jogos.

A tecnologia que está sendo usada nas transmissões levou dois meses para ficar pronta. Entre abril e junho as equipes trabalharam para formular uma tecnologia que pudesse ser usada em transmissões de TV. 

A empresa diz que não é a primeira vez que investe em tecnologias para suas partidas. A LaLiga diz que várias medidas já foram aplicadas ao decorrer dos anos. Algumas delas são: inovações como vídeo volumétrico na forma de replays de 360°, estatísticas em tempo real pela ferramenta de análise de vídeo Mediacoach, a instalação de spider cams em mais estádios, entre outras adições.

O diretor de comunicações ainda acrescenta que os jogos de futebol são entretenimento e, não, informação. Ele lembra ainda que seriados de comédia já usam risadas de plateia virtuais há muito tempo, mesmo sem uma audiência física. Esses efeitos colaboram com a experiência final do usuário.

Outra medida tomada pelo campeonato foi mudar as câmeras de posições. Algumas delas foram colocadas nas arquibancadas, onde os torcedores normalmente estariam sentados. O objetivo é obter imagens mais amplas e ângulos diferentes, aquelas que limitam a visualização das arquibancadas vazias.

Continua após a publicidade

O áudio também foi aprimorado. Os engenheiros de som estão sendo como DJs e, estão fazendo a ambientação sonora, para que os jogos não fiquem extremamente silenciosos para quem acompanha, algo que é muito diferente do habitual. Embora não seja real, eles vão contribuir para que o espectador tenha uma experiência mais semelhante ao que acontece normalmente.

Cada clube da LaLiga Santander tem sua própria faixa com seus cantos e músicas típicos locais, mas são necessários esforços humanos adicionais para criar uma experiência autêntica. Faixas de áudio adicionais foram criadas para aprimorar os principais momentos de todas as partidas, como gol, grande chance ou falta.

Toda a experiência está sendo combinada com os clubes, para que seja o mais personalizada e mais parecida com o real que for possível. Os resultados estão se mostrando positivos, com uma boa resposta do público.

Em geral, a audiência internacional aumentou 48% na primeira rodada de partidas após o retorno da LaLiga. Parece que a experiência está tão real que até os comentaristas esquecem que isso está sendo adicionado virtualmente. "Um comentarista me disse que, durante uma transmissão, ele quase falou sobre como os torcedores da casa estavam realmente empurrando o time. Ele esqueceu que a atmosfera em seus fones de ouvido não era realmente real", falou Óscar Lago, diretor-chefe de correspondências da Mediapro.

Essas medidas ainda são temporárias e, devem parar de ser usadas quando os torcedores voltarem para as arquibancadas. Apesar disso, é interessante ver como as novidades nas tecnologias podem ser usadas em amplos espaços. 

User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

Testamos o ROG Phone 3!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.