Google vai permitir que desenvolvedores acelerem o hardware de dispositivos Wear OS
Créditos: Reprodução/ MeuGamer

Google vai permitir que desenvolvedores acelerem o hardware de dispositivos Wear OS

O sistema vai permitir transações aprimoradas das watchfaces dos smartwatches

Leitura Rápida

  • Google vai permitir que os desenvolvedores façam aceleração de hardware em seus dispositivos equipados com Wear OS
  • Os smartwatches vão poder ter aprimoramento em suas telas de transição, rodar mais liso e evitar travamentos
  • A vida útil da bateria também pode ser aprimorada
  • Essa função ainda está em desenvolvimento, mas deve aparecer em um update em breve

O site Xda-Devlopers identificou novidades no sistema operacional Wear OS. Os smartwatches equipados com o sistema da Google terão suporte para watchfaces leves. Os desenvolvedores vão poder fazer aceleração de hardware dos seus relógios inteligentes. Essa nova funcionalidade ainda está em fase de desenvolvimento, mas deve aparecer em uma atualização em breve.

As Watchfaces são telas iniciais que são colocadas no relógio. Elas conseguem transformar toda a interface do vestível. As mais clássicas colocam ponteiros digitais que imitam os reais. Há também uma série de outras possibilidades, que geralmente já vem pré-instalada de fábrica. Isso faz com que os usuários tenham opções limitadas dessas possibilidades. Em alguns casos, as transições de telas são feitas de forma dificultada, apresentando lentidão.

A Wearable Support Library versão 2.7.0, vai permitir que os desenvolvedores usem a aceleração de hardware para as telas dos seus smartwatches. Até o momento, apenas os aplicativos Wear OS podem se beneficiar da aceleração, mas o sistema em si não pode ser alterado. Isso limita as possibilidades de uso, que poderiam ser amplamente aprimoradas.

23/06/2020 às 17:00
Notícia

Mobvoi lança TicWatch C2+ com Wear OS e o dobro de memória RAM

Esta é a versão atualizada do relógio que ganhou dois prêmios pelo seu design em 2019

A principal vantagem desse sistema é que será possível acelerar a GPU presente nos vestíveis. Os resultados para os clientes são melhores renderização da interface do usuário, além de animações e, ou, transições com taxas de quadros mais altas. Isso vai tornar a experiência mais fluida e com menos travamentos. 

Vai ficar em responsabilidade dos desenvolvedores o ajuste das watchfaces. Assim, as fabricantes vão poder aproveitar as animações mais suaves, fazendo transições sem lentidão. A vida útil da bateria também pode ser um pouco melhorada com a nova função. 

O sistema operacional Wear OS da Google não recebe tanta atenção quanto outros sistemas. As atualizações são mais raras e vários problemas ainda não são resolvidos ou aprimorados. A Apple, por sua vez, investe bastante na experiência completa em seus dispositivos, trazendo maior integração e funcionalidades mais práticas. Por esse motivo, apresenta mais aprimoramentos em seu sistema próprio.

Continua após a publicidade

A Google não traz melhorias frequentes devido aos baixos clientes de seu sistema. Ainda são poucas as fabricantes que aderem ao Wear OS, da gigante de tecnologia, o que desincentiva o aprimoramento frequente. Apesar disso, ocasionalmente são lançados updates para os clientes. É esperado que a opção mencionada seja lançada em breve.

Via: Xda-developers, GSMArena
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

BLACK FRIDAY: DICAS para COMPRAR uma SMART TV!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.