Apple largará Intel e passará a usar seus próprios processadores ARM em Macs
Créditos: Apple

Apple largará Intel e passará a usar seus próprios processadores ARM em Macs

Com a mudança, aplicativos para iPhone e iPad poderão rodar de modo nativo no MacOS

A fabricante norte-americana Apple anunciou que irá deixar de usar processadores da Intel em seus notebooks e passará a implementar os seus próprios chipsets baseados na arquitetura ARM. Com isso, a empresa está cada vez mais perto de ter controle total sobre os componentes dos seus produtos.

22/06/2020 às 19:09
Notícia

Apple anuncia macOS Big Sur, nova versão otimizada do sistema...

Interface agora é mais parecida com a do iOS e traz Control Center na área de trabalho

Como explica o site Engadget, o anúncio feito durante a Worldwide Developers Conference (WWDC) 2020 apenas confirma aquilo que já era especulado há muito tempo. A Apple passou os últimos 12 anos refinando os seus chipsets para dispositivos móveis, que são usados em smartphones e tablets.

Esses processadores são pensados para terem alto desempenho ao mesmo tempo em que oferecem grande eficiência energética. Com isso, a expectativa é de que os MacBooks do futuro terão autonomia muito superior aos que existem hoje no mercado.


Fonte: Apple

A promessa da companhia é de que os chipsets que vão substituir os processadores da Intel terão uma profunda integração com o macOS Big Sur. Todos os softwares da empresa já podem rodar de maneira nativa nos Macs baseados nos processadores da própria Apple.

Isso inclui ferramentas mais pesadas, como é o caso do Final Cut Pro. A Microsoft também já anunciou que terminou de converter os programas do Office para operar de maneira nativa nos processadores da Apple.

Além disso, aplicativos desenvolvidos originalmente para iPhone e iPad deverão funcionar de maneira nativa no macOS. Eles poderão ser baixados diretamente da Mac App Store e deverão abrir caminho para uma nova geração de apps que funcionam sem grandes problemas ou diferenças entre as plataformas da Apple.

Segundo executivos da Apple, essa mudança será feita da maneira mais suave possível. Por isso, há a expectativa de que levará cerca de dois anos para a migração ser totalmente finalizada. Mesmo assim, os primeiros Macs com os chipsets da Apple deverão ser lançados ainda em 2020.

Continua após a publicidade

Representantes da Apple prometeram que os Macs e MacBooks com processadores da Intel continuarão sendo suportados pelos próximos anos. Além disso, a empresa confirmou que ainda possui novos Macs baseados em processadores da Intel que estão em desenvolvimento.

Via: Engadget, 9 to 5 Mac
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Testamos o ROG Phone 3!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.