Honeywell anuncia o computador quântico mais poderoso do mundo
Créditos: Divulgação/Honeywell

Honeywell anuncia o computador quântico mais poderoso do mundo

Com volume quântico de 64, ele superou o IBM Raleigh

A Honeywell, multinacional especializada no campo da computação quântica, anunciou que criou o computador quântico mais avançado do mundo. Com um volume quântico de 64, o computador quântico do conglomerado Honeywell é duas vezes mais poderoso do que o seu concorrente direto, o IBM Raleigh.

10/12/2019 às 10:23
Notícia

Intel Horse Ridge pode tornar os computadores quânticos comer...

De acordo com a Intel, o novo chip reduzirá a complexidade do controle e gestão de circuitos quânticos

Para quem está se perguntando o que significa este volume quântico e para onde foi a métrica de qubits, o caso é que o número de qubits não deve ser visto como uma unidade definitiva para medir o desempenho dos computadores quânticos. Em vez disso, o número de qubits é apenas uma parte do cálculo do "volume quântico" - este volume é o que expressa o desempenho final de um computador quântico. O volume quântico foi desenvolvido pela IBM e é calculado usando fatores como número de qubits, taxa de erros e conectividade dos qubits.

A quantidade de qubits se refere ao número de qubits físicos no computador quântico. Nos computadores tradicionais, os bits estão em um estado “0” ou “1”. Nos computadores quânticos, qubits podem estar em estados “0”, “1” ou em ambos ao mesmo tempo, uma propriedade da física quântica chamada superposição quântica

Quando se trata de taxas de erro, quanto menor o número, melhor. A taxa de erro limitante do sistema quantifica com que frequência ele obtém a resposta errada. As taxas de erro também englobam erros sistemáticos que podem não aparecer em um único qubit. Essa taxa de erro abrangente é importante para determinar com que frequência os cálculos serão precisos.

No caso da conectividade, ela define quais pares de qubits podem ser emaranhados em um computador quântico. Alguns hardwares podem aplicar diretamente operações de emaranhamento a quaisquer dois qubits físicos no sistema. Outros hardwares só podem operar em pares de qubits que estão fisicamente localizados um ao lado do outro. Quando os qubits estão totalmente conectados, eles podem executar algoritmos de forma mais eficiente, resolvendo problemas com menos passos e aproveitando ao máximo o tempo limitado de coerência dos qubits. Saiba mais sobre o cálculo do volume quântico aqui.

"O que torna nossos computadores quânticos tão poderosos é ter os qubits da mais alta qualidade e com as menores taxas de erro. Esta é uma combinação do uso de qubits idênticos e totalmente conectados com controle de precisão", disse Tony Uttley, presidente da Honeywell Quantum Solutions.

Quando a Honeywell se comprometeu a construir um computador quântico, ela priorizou a criação de qubits com a mais alta qualidade, se focando na eliminação de erros presentes no sistema em pequeno número de qubits e, em seguida, trabalhando para aumentar o número de qubits. Ao atingir taxas de erro tão baixas em suas operações quânticas, a cada novo qubit adicionado à máquina, o volume quântico aumenta. Isso aumenta a capacidade da computação quântica que ela poderá oferecer aos seus clientes. Com um volume quântico maior, o computador quântico poderá resolver problemas cada vez mais complexos.

Honeywell anuncia o computador quântico mais poderoso do mundo
Divulgação/Honeywell

Continua após a publicidade

Graças à parceria com a plataforma Microsoft Azure Quantum, a Honeywell poderá oferecer às organizações acesso ao seu computador quântico tanto diretamente através de sua interface quanto através do portal Azure Quantum. "A promessa da computação quântica, em última análise, é que, em vez de se aproximar, você chega a algo exato", disse Tony. "Você é capaz de olhar para todas essas interações diferentes exatamente ao mesmo tempo para chegar a uma solução ideal".

Via: TechPowerUp Fonte: Honeywell
User img

Fabio Rosolen

MAVIC AIR 2 - Uma análise de DRONE no PARAÍSO

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.