Google e Parallels querem levar aplicativos do Windows para o Chrome OS
Créditos: Parallels

Google e Parallels querem levar aplicativos do Windows para o Chrome OS

Novidade é voltada especificamente para usuários corporativos

A fornecedora de softwares de virtualização Parallels anunciou uma parceria com a Google que tem como principal objetivo levar aplicativos do Windows para o Chrome OS. A capacidade de executar aplicativos do Windows nesse sistema operacional será específica para usuários corporativos.

14/01/2020 às 17:29
Notícia

Versão de testes do Chrome OS 80 introduz o suporte para nave...

Recurso ainda é experimental e pode apresentar problemas de compatibilidade com alguns aplicativos

A Parallels atualmente oferece soluções de virtualização como o Parallels Desktop, que permite que usuários executem o Windows 10 no macOS. O anúncio da empresa não oferece muitos detalhes sobre como ela planeja permitir que usuários do Chrome Enterprise, que basicamente é o Chrome OS para uso corporativo, rodem aplicativos do Windows como o Microsoft Office nos Chromebooks. O site AndroidPolice afirma que a solução resultante da parceria será uma "variação do Parallels Desktop integrada nativamente ao Chrome OS", incluindo suporte para uso offline.

A inclusão deste recurso no Chrome OS seria significativa, uma vez que a capacidade de executar versões desktop de aplicativos do Office melhoraria muito a usabilidade dos Chromebooks. Isso também nega a necessidade de as empresas adquirirem máquinas separadas com Windows ou macOS para execução da suíte de produtividade, já que elas podem fazer uso de Chromebooks mais acessíveis se suas necessidades forem atendidas.

Google e Parallels querem levar aplicativos do Windows para o Chrome OS

A Parallels disse em seu anúncio que este novo recurso estará disponível para clientes do Chrome Enterprise no quarto trimestre de 2020. Será interessante ver como isso amadurecerá e como o Google deve comunicar esta novidade.

Esta não é a primeira vez que a gigante das buscas tenta trazer aplicativos do Windows para os Chromebooks, já que a empresa supostamente estava trabalhando em uma maneira de inicializar o Windows no Pixelbook no início de 2018.
 

Via: Neowin.net, Engadget Fonte: Parallels
User img

Fabio Rosolen

TUDO que o NVIDIA BROADCAST consegue fazer!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.