Nova Build do Windows 10 Quebra Função Fresh Start
Créditos: PCGamer

Nova Build do Windows 10 Quebra Função Fresh Start

Microsoft ignora mais esse report de problema por pelo menos 8 meses apontando falhas no sistema de feedback do programa Windows Insider

Assim como os brasileiros, os usuários que participam do programa Windows Insider não têm um dia de descanso. Uma das principais preocupações da Microsoft quando anunciou anos atrás que o Windows 10 teria seu código fonte escrito do zero era fugir da colcha de retalhos com códigos remendados, característica que em grande parte era responsável por diversos bugs que quebravam funções e ferramentas que funcionavam em versões anteriores e demandavam pelo menos uma ou duas atualizações grandes por geração, os finados Service Packs. Chegando a seu quinto aniversário desde o lançamento oficial no dia 29 de julho de 2015, mesmo com a preocupação e promessa de evitar que problemas relacionados a atualizações voltem a ser uma preocupação, acontecimentos recentes indicam que o W10 está caminhando para a mesma realidade de antes, mas por motivos diferentes.

A build 1903 do ano passado teve um deploy bem conturbado, também carregado de bugs, falhas de atualizações e em muitos casos, quando os usuários conseguiam migrar da 1809 para a 1903, era tão instável que se viam forçados a fazer um rollback ou utilizar a função "Fresh Start". Atualmente as builds 1903 e 1909 estão bem otimizadas e estáveis, e usuários que participam do programa voluntário de testes e os early adopters adicionaram mais um item à já extensa lista de falhas da build 2004 sugerindo que talvez não seja uma boa ideia fazer a atualização mesmo que seu sistema tenha ela disponível. A função "Fresh Start" mencionada, uma das principais ferramentas de restauração de sistema acessível até aos usuários mais leigos, simplesmente sumiu na nova build. Antes, quando o usuário acessava a tela havia o botão "Get Started" e após a atualização o botão desapareceu e caso o usuário clique no link para "mais informações" ele é direcionado à pagina de suporte sem qualquer acesso ao processo de reinstalação do sistema com manutenção dos dados pessoais do usuário.

Os usuários do Windows Insider já vêm relatando que essa função está quebrada desde que tiveram acesso às primeiras versões da build 2004 oito meses atrás e até então a Microsoft sequer listou a questão na página de “Notificações e problemas conhecidos”, o que indica que é pouco provável que a Microsoft se atente a este problema antes da build final chegar oficialmente. 

Segundo o site Techdows, tal postura já havia sido adotada pela Microsoft em outubro de 2018 com a atualização que apagava dados dos usuários e, apesar de ser amplamente divulgada nos fóruns do Windows Insider, foi ignorada completamente até meses depois de seu lançamento. Essa postura de não reconhecer os feedbacks dos usuários que voluntariamente colocam seus sistemas em risco para ajudar a melhorar o ecossistema do Windows 10 já havia sido descrita pelo ex-funcionário da Microsoft @Barnacules em um vídeo de seu canal do YouTube em setembro de 2019 e, ao que tudo indica, continua sendo praticada indiscriminadamente pela gigante dos softwares.

Com cada vez mais problemas, alguns deles sérios como a eliminação de uma ferramenta, acessível a usuários que não possuem muita proficiência em utilizar mais avançadas, tão essencial para a manutenção e restauração de sistemas é mais um indicativo que o build 2004 talvez seja um dos mais problemáticos do Windows 10 até o momento e  deva ser adiado ao máximo pelo usuário comum, e mesmo os com mais desenvoltura só devem fazê-lo caso queiram muito testar a nova build, mas sabendo que as chances de se frustrar são reais e não são poucas.

Via: Forbes
User img

Daniel Trefilio P. de Carvalho

Formado em Letras pela Universidade Estadual de Campinas em 2013, professor, tradutor e revisor. Nas horas vagas, instalando impressora e formatando PCs desde os tempos que Alone In The Dark era um jogo bom e ocupava 4 disketes.

MAVIC AIR 2 - Uma análise de DRONE no PARAÍSO

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.