WhatsApp está permitindo pagamentos entre pessoas físicas e pequenas empresas no Brasil
Créditos: WhatsApp

WhatsApp está permitindo pagamentos entre pessoas físicas e pequenas empresas no Brasil

O Brasil é o primeiro país do mundo a receber a novidade

Leitura Rápida

  • WhatsApp vai permitir que pagamentos sejam feitos nativamente pela plataforma
  • O mensageiro vai usar a ferramenta Facebook Pay e tem alguns bancos parceiros
  • Usuários do Banco do Brasil, Sicredi e NuBank podem usar tanto a função crédito como débito
  • Contas físicas não precisam pagar nenhuma taxa para transação, mas as contas Business precisam pagar a taxa fixa de 3,99% por transação

O WhatsApp anunciou oficialmente que vai permitir que pagamentos sejam efetuados pela plataforma. O Brasil será o primeiro país a receber a novidade, que vai estar disponível para todos os usuários nas próximas semanas. Será possível tanto enviar, como receber dinheiro. 

A plataforma vai utilizar as ferramentas do Facebook Pay. Isso é uma novidade, e o mensageiro será o primeiro a implementar o serviço. Apesar disso, a empresa diz que tem planos em anexar a funcionalidade nas demais redes sociais do grupo (Facebook e Instagram).

Para que seja possível usar a funcionalidade, os usuários vão precisar cadastrar os dados de seu cartão. Os cartões suportados, (até o momento, pode ser que em atualizações futuras outras empresas deem suporte para a funcionalidade) são o Banco do Brasil, NuBank e Sicredi, na função crédito débito, desde que tenham a bandeira Visa ou Mastercard.

O aplicativo vai oferecer uma função a mais, chamada de "Pagamento". Ao clicar nessa opção o usuários vai ser direcionado a uma página que vai solicitar o valor que deve ser pago. Logo em seguida, o app vai direcionar para a criação de uma conta. É necessário aceitar os termos de uso impostos pela plataforma e criar uma senha específica, que deve ser numérica, de seis dígitos. Também será possível cadastrar a sua impressão digital.

Além disso, o usuário vai precisar informar seus dados pessoais, sendo eles: nome completo, CPF, e os dados dos cartões, emitidos pelos bancos parceiros do app. O banco vai emitir uma certificação, que será confirmada via SMS, e-mail, ou pelo próprio aplicativo do banco.

O WhatsApp garante que a maior preocupação com esse sistema é com a segurança. Portanto, sempre que um pagamento for efetuado será necessário informar os códigos de segurança do cartão do usuário. Isso é feito para evitar golpes, roubos e outros tipos de fraude. 

Continua após a publicidade

15/01/2020 às 20:11
Artigo

Golpe do Whatsapp clonado usa a ingenuidade dos usuários para...

A engenharia social é a principal arma dos cibercriminosos

Outra medida de segurança feita, foi impor limites de transações. Apenas o Brasil é suportado, portanto apenas pagamentos em reais podem ser feitos. Além disso, é possível movimentar R$ 1.000 por dia, R$ 5.000 por mês e até 20 transações por dia, mesmo que não excedam o limite máximo de gastos. 

Os usuários que possuem contas comerciais, precisam de alguns passos extras de verificação. É necessário que os usuários tenham conta na Cielo e façam a solicitação de recebimentos ilimitados. Para os usuários Business, há uma valor que precisará ser pago por transação. A plataforma cobra uma taxa fixa de 3,99% por transação. Os usuários comuns não tem nenhum tipo de cobrança. 

Fonte: WhatsApp
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

O fim do CANAL do RATO BORRACHUDO e o Dilema das Redes Sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.