Tribunal da Coreia do Sul nega pedido para prender herdeiro da Samsung
Créditos: The Times

Tribunal da Coreia do Sul nega pedido para prender herdeiro da Samsung

Empresário está sendo acusado de fraude contábil e manipulação de ações

Um tribunal da Coreia do Sul negou hoje um pedido de mandado de prisão para Jay Y. Lee, conhecido também como o herdeiro do grupo Samsung. De acordo com o tribunal, apesar de os promotores terem "uma quantidade considerável de provas", ainda não era o suficiente para prendê-lo.

09/06/2020 às 19:30
Vídeo

iPhone 11 é o novo rei de vendas! Confira o top 10 global de ...

Market share: Samsung lidera, com viés de queda. Huawei segue caindo, Apple está estável e Xiaomi con...

Os promotores entraram com o pedido na semana passada acusando Lee de fraude contábil e manipulação de ações. De acordo com eles, o valor do fornecedor de materiais eletrônicos Cheil Industries foi inflado artificialmente antes de sua fusão de 2015 com a Samsung C&T (uma holding da Samsung) para criar uma taxa mais favorável para o herdeiro da marca sul-coreana, já que ele era o maior acionista da Cheil.

Anteriormente, Lee já havia cumprido quase um ano de prisão entre 2017 e 2018 pela acusação de subornar a ex-presidente da Coreia do Sul Park Geun-hye para garantir apoio à fusão. Na epoca (2017), o escândalo acabou levando ao impeachment da presidente e decreto de prisão de 25 anos por suborno, abuso de poder e peculato.

"Parece que os promotores conseguiram uma quantidade considerável de evidências através de sua investigação, mas não conseguiram explicar a validade da detenção de Lee” - citação de uma notícia do jornal Nikkei Asian Review.

Os promotores disseram que a investigação vai continuar e que eles podem solicitar novamente um mandado de prisão ou até mesmo levar Lee a julgamento sem prisão. Os advogados do herdeiro se manifestaram dizendo que querem que o caso seja analisado externamente por um painel de especialistas.

Via: Tech Crunch
User img

Mariela Cancelier

Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.