Bateria de íons de sódio é aprimorada e pode substituir as de lítio em breve
Créditos: slashgear

Bateria de íons de sódio é aprimorada e pode substituir as de lítio em breve

O protótipo oferece o mesmo desempenho, com materiais mais simples e baratos

Leitura Rápida

  • As baterias de sódio já haviam sido apresentadas pelos cientistas responsáveis pelo desenvolvimento
  • Elas usam modelos mais baratos que as de lítio, apresentando resultados semelhantes
  • Apesar disso, ainda apresentavam algumas desvantagens em relação aos de lítio
  • O principal deles é que elas não conseguiam armazenar tanta energia quanto as baterias de íons de lítio
  • Os pesquisadores conseguiram alterar isso e agora os protótipos conseguem reter 80% da carga, mesmo após mil ciclos

Em 2019, os cientistas que criaram um protótipo de bateria com base de íons de sódio, ganhou o premio Nobel de Química. Um novo modelo testado se mostra superior aos de lítio. Ele consegue reter 80% da carga, mesmo após mil ciclos. Um dos principais fatores que pode fazer a bateria ser substituída, é o fato dessa nova usar materiais mais baratos e abundantes no ambiente.

Os responsáveis pelo desenvolvimento do novo protótipo são Pesquisadores da Universidade Estadual de Washington e do Laboratório Nacional do Noroeste do Pacífico, nos EUA. Eles mostraram que suas novas baterias são tão eficientes quanto as de lítio, tendo a produção com custos consideravelmente menores.

10/10/2019 às 22:49
Notícia

Cientistas que criaram bateria de íons de lítio recebem Prêmi...

M. Stanley Whittingham, John Goodenough e Akira Yoshino vão dividir o prêmio de US$ 1 Milhão

Atualmente, as baterias - que integram smartphones, tablets, notebooks e outros dispositivos -, são construídas com lítio. Ela oferece atualmente o melhor resultado entre custo, desempenho e densidade energética. Alguns pontos negativos dessas baterias é sua instabilidade. Diversos dispositivos já explodiram e pegaram fogo. Grande responsável por isso é o lítio, que é sensível a perfurações, sobrecargas e estufamentos.

Essa bateria já tinha sido apresentada, e seus benefícios já são conhecidas. Apesar disso, ainda não foram usadas pela indústria. Isso porque elas não conseguiam armazenar tanta energia quanto as baterias de íons de lítio e apresentavam problemas na recarga.

Os cientistas trabalharam para resolver esse problema. Eles criaram um cátodo de óxido metálico em camadas e um eletrólito líquido, contendo íons de sódio extras para melhorar a interação com o cátodo. O eletrólito foi desenvolvido pensando em evitar a formação de cristais de sódio. Assim, é possível fazer o movimento contínuo de íons e a energia pode ser gerada sem empecilhos.

Os materiais usados nessa bateria são mais simples, amplamente encontrados na crosta terrestre. Além de ser mais barata, também evita a extração, muitas vezes em condições sub humanas, de materiais difíceis de ser encontrados. Os pesquisadores estão aprimorando a bateria para que ela tenha um melhor funcionamento. É esperado que em pouco tempo esse modelo substitua as baterias de lítio.

Via: SlashGear
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

MAVIC AIR 2 - Uma análise de DRONE no PARAÍSO

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.