ARM anuncia Cortex-A78 e Mali-G78, que serão usados nos melhores Androids de 2021
Créditos: ARM

ARM anuncia Cortex-A78 e Mali-G78, que serão usados nos melhores Androids de 2021

Novos núcleos para CPUs serão usados no Snapdragon 875 e no Samsung Galaxy S30, por exemplo

A companhia de design de semicondutores ARM anunciou as suas novas microarquiteturas de núcleos para CPUs Cortex-A78 e de núcleos da GPUs Mali-G78. Como aponta o site The Verge, esses novos projetos certamente serão encontrados nos principais smartphones com sistema operacional Android de 2021.

21/05/2020 às 18:32
Notícia

Sabrent revela o maior SSD M.2 do mundo, com 8TB e velocidade...

Rocket Q usa formato M.2 2280 e é compatível com interface PCIe 3.0

Empresas como Qualcomm, Huawei e Samsung usam os designs da ARM como base para produzir os núcleos customizados de processamento em seus chipsets. Até mesmo notebooks como o Microsoft Surface Pro X já começam a adotar o design de núcleos da empresa inglesa.

A promessa da ARM é que os novos Cortex-A78 serão 20% mais poderosos que o Cortex-A77 e vão manter o seu consumo de, no máximo, 1W. A companhia também promete uma maior eficiência, que pode ajudar com o maior gasto de bateria trazido pela internet 5G.


Fonte: ARM

Já a Mali-G78 suporte até 24 núcleos, resultando numa melhoria de desempenho de até 25% em comparação com a Mali-G77. Além disso, a empresa apresentou uma nova GPU intermediária, a Mali-G68. Ela deverá trazer as melhorias de desempenho e de eficiência da Mali-G78, só que num pacote mais barato para as fabricantes de smartphones.

Para mostrar o quanto os núcleos da ARM são comuns no mercado, o Qualcomm Snapdragon 865 usa quatro cores Cortex-A77 e quatro Cortex-A55 em seu design. Só que a empresa fez algumas modificações e renomeou esses núcleos para Kryo 585 Gold e Kryo 585 Silver. O processador então foi usado em aparelhos como OnePlus 8 Pro, Sony Xperia 1 II, Xiaomi Mi 10 Pro 5G e Motorola Edge+.

A Samsung também costuma se aproveitar bastante dos esforços da ARM. O seu Exynos 990, por exemplo, vem com dois núcleos Cortex-A76 e quatro Cortex-A55. A diferença é que a empresa também incluiu dois cores Mongoose M5, que são completamente originais seus.

Continua após a publicidade

O chipset foi usado recentemente na linha Galaxy S20, incluindo o poderoso Galaxy S20 Ultra. As únicas exceções são os modelos vendidos nos Estados Unidos, na China, no Japão e em alguns países da América Latina. Nesses lugares, os Galaxy usam processadores Snapdragon por causa de patentes comerciais.

Via: The Verge, Neowin
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Estamos com a MI BAND 5! Veja o que a PULSEIRA INTELIGENTE da XIAOMI pode fazer

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.