Máscara auto-desinfetante contra Coronavírus funciona com carregador de celular
Créditos: Technion

Máscara auto-desinfetante contra Coronavírus funciona com carregador de celular

Instituto israelita anuncia máscara composta por fibras de carbono que quando aquecidas esterilizam o material

Leitura Rápida

  • Technion anuncia máscara autodesinfetante
  • Máscara é composta por fibras de carbono
  • Usando o carregador de celular as fibras esquentam e a máscara é esterilizada
  • Comercialização está sendo debatida

Não é novidade para ninguém que o uso de máscaras é imprescindível para o combate contra disseminação do novo coronavírus. Desde o início da Pandemia empresas estão desenvolvendo novos modelos de máscaras faciais como customização com estampas, diferenciando tecidos, entre muitas diversificações. Agora o Instituto de Tecnologia de Israel anunciou, dia 26 de Maio, uma máscara que é reutilizável, auto-desinfetante e efetiva contra o COVID-19. 

Desenvolvido pelo grupo de pesquisas do Professor Yair Ein-Eli, diretor da Faculdade de Ciência e Engenharia de Materiais (Faculty of Materials Science and Engineering) o projeto da máscara já foi submetido a uma patente nos Estados Unidos e estão começando a analisar a comercialização da mesma. 

Como que funciona? A máscara é composta por uma camada homogênea interna de fibras de carbono. Quando as fibras são aquecidas através de uma corrente elétrica o vírus é destruído, ou seja, a máscara fica desinfetada. A corrente elétrica pode ser provida por meio de carregadores normais como o que usamos para carregar nossos celulares, uma vez que a máscara possui uma entrada USB em sua lateral. Segundo Yair um ciclo de 15 a 30 minutos conectada ao carregador deve ser o suficiente para deixar a máscara completamente limpa.

Em uma entrevista para a Times Of Israel, o Professor Ein-Eii comentou sobre a tecnologia.

"A máscara pode ir de 65ºC até 70ºC, aquece tudo que é absorvido pelas camadas da mesma. [...] Eu desenvolvo materiais para baterias, assim pensei inicialmente em inserir uma bateria nas máscaras visando prover o calor para efetuar a limpeza. Contudo percebi que ficaria muito pesado e não seria permitido pelas normas de regulação"

O Professor ainda fala que inicialmente o foco é que as máscaras seja disponibilizadas para os funcionários de saúde que estão mais expostos e precisam de materiais desinfetados o tempo todo para trabalharem corretamente, espera também que a inovação possa ajudar o meio ambiente tomando lugar de máscaras descartáveis. 

01/05/2020 às 15:13
Notícia

Apple vai facilitar desbloqueio em iPhones após problemas do ...

Teclado para digitar a senha aparecerá imediatamente, enquanto dispositivo tenta ler seu rosto

Essa não é a única máscara auto-desinfetante sendo desenvolvida no mundo. Temos por exemplo Amazfit Aeri mask, uma máscara auto-desinfetante que permite você desbloquear seu celular por reconhecimento facial. A Amazfit ainda está em fase de protótipo, mas podemos esperar muitas mais pesquisas nesse sentindo vindo com essa realidade de Pandemia que vivemos. 

Fonte: Gizmochina, Times of Israel
User img

Beatriz Vitoriano Alves de Oliveira

Sou a Bia, em poucas palavras: estudante de Economia, curiosa de carreira e nerd de coração. Desde que me conheço por gente leio sobre tudo e gosto muito de debates.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.