Nova York testará luz ultravioleta para matar Coronavírus em metrôs e ônibus
Créditos: Metropolitan Transit Authority (MTA)

Nova York testará luz ultravioleta para matar Coronavírus em metrôs e ônibus

Custo do programa piloto foi estimado em US$ 1 milhão e a primeira fase começa na próxima semana

A cidade de Nova York vai testar lâmpadas ultravioletas que podem matar o Coronavírus nos metrôs e ônibus e assim ajudar a reduzir a propagação da COVID-19. A Metropolitan Transit Authority (MTA) anunciou que o programa piloto de US$ 1 milhão começará sua primeira fase em alguns metrôs, ônibus e outras instalações no início da próxima semana.

15/05/2020 às 20:30
Notícia

FitBit quer desenvolver ventiladores para auxiliar no combate...

Empresa de vestíveis promete produzir equipamento médico que terá custo de compra mais acessível

A MTA disse que cerca de 150 dispositivos móveis da startup Puro Lighting, com sede em Denver, serão implantados em estações e estaleiros ferroviários para ver o quão eficaz é a tecnologia UVC nessas configurações. Após avaliação, uma segunda fase se expandirá para as linhas ferroviárias de Long Island e Metro-North.

"Como temos dito, não estamos deixando pedra sobre pedra quando se trata de promover e proteger a saúde pública", disse o presidente e CEO da MTA, Patrick J. Foye, em uma coletiva de imprensa.

A luz UVC — um comprimento de onda mais curto de luz ultravioleta — às vezes é usada para desinfetar salas de cirurgia hospitalares e é considerada uma técnica comprovada e eficaz para eliminar vírus.

 

A luz UVC — um comprimento de onda mais curto de luz ultravioleta — às vezes é usada para desinfetar salas de cirurgia hospitalares e é considerada uma técnica comprovada e eficaz para eliminar vírus, de acordo com a MTA. O Dr. David Brenner, diretor do Centro de Pesquisa Radiológica da Universidade de Columbia, foi trazido para examinar o conceito em um ambiente de laboratório e relatou resultados promissores, disse a MTA em comunicado à imprensa. Como aponta a Puro Lighting, além de matar 99,9% dos vírus e bactérias, os dispositivos também podem reduzir o crescimento de fungos.

"A luz UV que será usada no atual programa de desinfecção de metrôs e ônibus durante a noite é muito eficiente para matar o vírus responsável pelo COVID-19", disse Brenner. "O que estamos fazendo aqui é reduzir o nível do vírus no metrô e, portanto, diminuir o risco de alguém pegar o COVID-19 neste meio de transporte".

Continua após a publicidade

A MTA vem trabalhando com a Puro Lightning desde março deste ano para adaptar sua tecnologia para que ela possa ser usada em metrôs e ônibus. No início de maio, o governador de Nova York, Andrew Cuomo, anunciou que o sistema de metrô - o maior do país - encerraria o serviço noturno para que os trens pudessem ser desinfetados em meio à pandemia de Coronavírus. É o primeiro fechamento desse tipo na história de 115 anos do sistema metroviário, exceto em tempos de emergência. A presidente interina da MTA, Sarah Feinberg, disse que está "aberta a toda e qualquer ideia para manter o sistema seguro".

"Continuamos a explorar novas opções todos os dias à medida que realizamos a maior operação de limpeza e desinfecção da história da MTA durante o fechamento noturno do metrô", disse Feinberg.

O número de casos confirmados de infecções pelo Coronavírus já ultrapassou a marca de 5 milhões em todo o mundo, com o número de mortes passando de 328.000. No Brasil, o número de casos confirmados já passou de 294.000 e o número de mortes já passou de 19.000.

Fonte: Engadget, CBS News
User img

Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.