Vitória da Autel Robotics em disputa por patente pode resultar no fim dos drones DJI nos EUA
Créditos: DroneDJ

Vitória da Autel Robotics em disputa por patente pode resultar no fim dos drones DJI nos EUA

Drones da DJI podem ser removidos do mercado nos EUA já em julho

Leitura Rápida

  • DJI foi acusada de infringir a patente nº 9.260.184 da Autel nos EUA
  • Juiz considerou que a DJI violou a Seção 337 da Lei Tarifária de 1930
  • Juiz recomendou que uma ordem de “cessar e desistir” seja imposta à DJI
  • Ordem pode impedir que seus drones sejam importados e vendidos nos EUA
  • Se a decisão for mantida, os drones poderão ser removidos do mercado nos Estados Unidos já em julho

No último dia 2 de março, a Steptoe, um dos principais escritórios de advocacia internacionais, garantiu uma grande vitória para a Autel Robotics USA na Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos (ITC). O juiz-chefe de direito administrativo do ITC considerou que a SZ DJI Technology Co. Ltd., a maior fabricante mundial de drones de consumo, e 7 entidades relacionadas coletivamente conhecidas como "DJI", violaram a Seção 337 da Lei Tarifária de 1930. A DJI vem importando e vendendo drones que infringem a patente americana de nº 9.260.184 da Autel.

A DJI criou vários drones, incluindo sua série Mavic, que supostamente infringiram a patente da Autel Robotics nos Estados Unidos. A patente parece ser para o mecanismo usado para travar as hélices aos motores. A patente afirma que a hélice no sentido horário só é encaixada com o mecanismo no sentido horário no motor, e a hélice no sentido anti-horário só é encaixada com o mecanismo anti-horário. A patente também cobre os “braços dobráveis” usados pelos drones.

Se a decisão for mantida, os drones da DJI poderão ser removidos do mercado nos Estados Unidos já em julho

 

O juiz-chefe de direito administrativo recomendou que uma ordem de “cessar e desistir” seja imposta à DJI, o que impediria que o Mavic Pro, Mavic Pro Platinum, Mavic 2 Pro, Mavic 2 Zoom, Mavic Air e Spark fossem importados e vendidos nos Estados Unidos.

22/03/2020 às 17:16
Artigo

REMOTE ID - Nova legislação dos EUA pode tornar ilegal TODOS ...

O REMOTE ID pretende rastrear todos os drones em tempo real e obrigar uso de chip 4G

A Autel Robotics também apresentou uma petição para que as séries Phantom e Inspire sejam incluídas na lista de drones que violam sua patente. Vale lembrar que o drone DJI Inspire 1 e modelos da linha Phantom 4 já foram descontinuados, com exceção do Phantom 4 Pro V2.0. O Spark e o Mavic Pro original também já não são mais produzidos.

Se a decisão do juiz for mantida, os drones da DJI poderão ser removidos do mercado nos Estados Unidos já em julho. O juiz também concedeu o pedido de Autel para que a DJI publicasse um vínculo de 9,9% durante o período de 60 dias de revisão presidencial.

Continua após a publicidade

Este pode ser um golpe duro para a DJI nos Estados Unidos, que é um de seus maiores mercados. Para escapar disso, a DJI teria que chegar a um acordo com a Autel Robotics para continuar a usar o mecanismo ou desenvolver um mecanismo diferente o suficiente para continuar vendendo seus drones.

Ainda não se sabe se a decisão afetará o Mavic Air 2 e o Matrice 300, mas ela provavelmente pode afetar o lançamento do Mavic 3, forçando a DJI a criar uma solução diferente rapidamente. A decisão do juiz está disponível na íntegra aqui no formato PDF.

Fonte: DroneDJ, Digital Photography Review
User img

Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.