Governo dos EUA amplia sanções contra a Huawei em meio a guerra fiscal
Créditos: Flickr/K?rlis Dambr?ns

Governo dos EUA amplia sanções contra a Huawei em meio a guerra fiscal

Fabricante agora terá que adquirir mais licenças se quiser usar tecnologia dos EUA

O governo dos Estados Unidos ampliou as sanções contra a fabricante de smartphones Huawei, em meio a uma escalada da sua guerra fiscal contra a China. O objetivo do gabinete de Donald Trump é impedir que a empresa utilize chips de empresas dos EUA em seus equipamentos de telecomunicações – em especial aqueles de infraestrutura, como antenas de internet 5G.

16/05/2020 às 18:01
Notícia

Desmonte do Mate 30 mostra que Huawei trocou peças dos EUA po...

Fabricante teve que improvisar com fornecedoras desconhecidas após embargo de Trump

A nova regra foi revelada pelo Departamento de Comércio dos Estados Unidos e dá ao país a autoridade de exigir a apresentação licenças especiais na venda para a Huawei de semicondutores feitos com tecnologia estadunidense. Isso serviria até mesmo no caso de chips fabricados fora dos Estados Unidos, mas que tenham tecnologias de empresas norte-americanas.

"Isso coloca a América [EUA] primeiro, as companhias americanas primeiro e a segurança nacional americana primeiro".
Porta-voz do Departamento de Comércio dos Estados Unidos

Essas informações trouxeram repercussões negativas empresas europeias, que tiveram suas ações desvalorizadas durante a sexta-feira, dia 15 de maio. Fabricantes de equipamentos de chips como a Lam Research e a KLA Corp tiveram quedas de 6,4% e 4,8% nas receitas, respectivamente.


Fonte: Departamento de Comércio dos EUA

O governo da China foi rápido para se manifestar em resposta a essa nova sanção. Segundo o jornal chinês Global Times, o gabinete do presidente Xi Jinping está pronto para colocar empresas dos Estados Unidos numa lista de entidades não confiáveis.

A Huawei é a segunda maior fabricante de equipamentos de telecomunicações do mundo, e foi escolhida pelos governos de alguns países para implementar a infraestrutura de internet 5G. Até agora, os representantes da empresa não responderam a pedidos de comentários sobre o assunto.

Continua após a publicidade

"Existia uma brecha muito técnica através da qual a Huawei poderia, em efeito, usar tecnologia dos Estados Unidos usando fábricas estrangeiras. Essa mudança de regra foi uma coisa altamente customizada para tentar corrigir essa brecha".
Wilbur Ross, secretário de comércio dos Estados Unidos

Via: Reuters, Gizmodo
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

PIX: TUDO que você PRECISA SABER

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.