Tinder receberá o suporte para chamadas em vídeo ainda em 2020
Créditos: Shutterstock

Tinder receberá o suporte para chamadas em vídeo ainda em 2020

Informação foi confirmada pela Match Group durante a divulgação de seus resultados financeiros

O Tinder, popular aplicativo de paquera, anunciou que implementará o suporte para chamadas em vídeo até o final deste ano. A informação foi confirmada pela Match Group durante a divulgação de seus resultados financeiros

Detalhes específicos sobre o novo recurso não foram divulgados, mas o fato de que ele será implementado já é algo que deve agradar aos seus milhões de usuários. Também é possível que ele seja alvo de abuso por parte de alguns, mas isso é algo que todos os aplicativos com suporte para chamadas em vídeo precisam lidar.

23/01/2020 às 15:44
Notícia

Tinder trabalha em botão para ser usado em situações de emerg...

Botão pode enviar serviços de emergência direto para sua localização

Diferente do que ocorre com mensagens de texto, assédio e abuso podem ser difíceis de rastrear nas chamadas em vídeo. Uma possibilidade é que a equipe por trás do serviço está trabalhando em um sistema próprio de detecção de imagens ofensivas, enquanto outra possibilidade é o uso de um sistema deste tipo fornecido por terceiros. Os usuários do Tinder também terão que se acostumar com a ideia conversar com as pessoas por vídeo antes de conhecê-las pessoalmente.

Além de confirmar o recurso de chamadas em vídeo, a Match Group também mencionou o desempenho de seus serviços durante a pandemia de Coronavírus (COVID-19), já que muitas pessoas estão tendo que ficar em casa e não podem se encontrar pessoalmente.

Tinder receberá o suporte para chamadas em vídeo ainda em 2020

A empresa notou um aumento no número diário de “swipes”, que são as avaliações dadas a outros usuários cadastrados no Tinder. A média de “swipes” diários por mulheres com menos de 30 anos aumentou 37% no mês de abril em comparação com a última semana de fevereiro. Já o número médio de mensagens enviadas diariamente em todos os produtos da Match Group, incluindo Hinge, Match.com e OkCupid, no mês de abril foi 27% maior do que durante a última semana de fevereiro, e para usuários com menos de 30 anos, foi 35% maior.

Embora os aplicativos de paquera estejam implementando mudanças em um esforço para manter as pessoas namorando, o impacto total da pandemia neste segmento provavelmente será visto no final deste ano.

Fonte: The Verge
User img

Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.