WhatsApp conseguiu reduzir em 70% mensagens frequentemente encaminhadas no app

WhatsApp conseguiu reduzir em 70% mensagens frequentemente encaminhadas no app

Ação da empresa tem o objetivo de limitar a propagação de fake news, por exemplo

O WhatsApp iniciou uma campanha para combater as notícias "fakes" que são amplamente compartilhadas na plataforma de mensagens. Como parte desse esforço, a empresa liberou no dia 7 de abril uma atualização que limitou o reenvio de mensagens categorizadas como “frequentemente encaminhadas” para um único contato por vez.

21/04/2020 às 13:59
Notícia

WhatsApp começa a testar chamadas de vídeo com até 8 pessoas

Até agora, conferências estavam limitadas a 4 usuários simultâneos

O resultado foi logo percebido e a empresa divulgou que uma redução expressiva na quantidade de mensagens altamente encaminhadas no aplicativo ocorreu no mundo inteiro. De acordo com o WhatsApp, houve uma redução de 70% no número de mensagens frequentemente encaminhadas. 

Introduzimos recentemente um novo limite para “mensagens frequentemente encaminhadas”, de cinco para apenas uma conversa por vez. Desde então, houve uma redução de 70% no número de mensagens frequentemente encaminhadas na plataforma. Essa mudança está ajudando a manter o WhatsApp como um espaço para conversas pessoais e privadas”, ressaltou um porta-voz do WhatsApp. 

Como utilizar o WhatsApp para manter-se conectado durante a pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

Um dos grandes motivos para a atualização do WhatsApp foi a atual pandemia de COVID-19 e informações falsas que estão circulando na internet sobre curas e tratamentos. Em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS) para defender a saúde pública, o WhatsApp se comprometeu a tentar não colaborar com informações imprecisas e inoportunas sobre o Coronavírus.

Foram lançados chatbots de informação em parceria com a OMS e com autoridades de saúde em mais de 25 países, incluindo o Ministério da Saúde do Brasil e a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, para ajudar a levar informações confiáveis à população. 

17/04/2020 às 13:23
Notícia

Bill Gates agora é o principal alvo de notícias falsas relaci...

Mentiras sobre Gates superam as que ligam a tecnologia 5G ao COVID-19

Continua após a publicidade

O WhatsApp também doou US$ 1 milhão à Rede Internacional de Checagem de Fatos (IFCN) para expandir o número de organizações de checagem de fatos que trabalham com a plataforma e permitir, assim, que as pessoas possam enviar possíveis notícias falsas, golpes e boatos para uma dessas instituições.

User img

Mariela Cancelier

Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Estamos com a MI BAND 5! Veja o que a PULSEIRA INTELIGENTE da XIAOMI pode fazer

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.