Pesquisa indica que peças de LEGO duram até 1300 anos no oceano
Créditos: Semevent/Pixabay

Pesquisa indica que peças de LEGO duram até 1300 anos no oceano

Brinquedo também libera microplásticos em sua decomposição, altamente poluente

Um time da Universidade de Plymoth, na Inglaterra, descobriu que peças de LEGO podem durar até 1300 anos no fundo do oceano. Para determinar quanto tempo essas peças levam para se decompor, o estudo levou em consideração a massa dos brinquedos encontrados ao longo das costas do sudoeste da Inglaterra e comparou com a de outros armazenados e bem conservados.

Ao todo, foram coletadas 50 peças feitas em material (ABS) em uma praia, elas foram lavadas, pesadas e analisadas pelo laboratório da Universidade. Para medir a idade das peças foi utilizado um raio-x fluorescente (XRF), o resultado tem alta precisão e funciona analisando elementos presentes em objetos não utilizados por um longo período.

A pesquisa foi publicada na revista científica Environmental Pollution e reforça a importância de não despejar objetos no oceno. Andrew Turner, autor do artigo, comenta que LEGO é um brinquedo comum entre crianças, muito popular, e que um dos motivos para isso é sua durabilidade. Ele comenta que o brinquedo foi projetado para ser manuseado com as mãos, portanto, não é de se surpreender que não se decompanha facilmente mesmo permanecendo por décadas no oceano.

Facebook vai mapear COVID-19 no
mundo através de questionários online

"As peças que testamos tinham aparência desgastada e descolorida, com algumas das estruturas fraturadas e fragmentadas, sugerindo que, além de peças intactas, elas também podem se transformar em microplásticos. Mais uma vez, enfatiza a importância de as pessoas descartarem os itens usados adequadamente, para garantir que eles não apresentem problemas em potencial para o meio ambiente".
Andrew Turner, autor do artigo científico publicado na Environmental Pollution

A poluição no mundo é tema amplamente discutido internacionalmente e o meio ambiente demonstrou mudanças recentes com a adoção de medidas de isolamento social nos últimos meses. A quarentena de todo o mundo chegou a mudar a movimentação da crosta terrestre.

Fonte: Geek
User img

Neri Neto

O universo geek faz parte do dia a dia, da vida, deste jornalista. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, Neri Neto é responsável por conteúdos diversos no Mundo Conectado. Ele adora tecnologia, cinema, games e descobriu ainda na infância que a linguagem dos vídeos seria perfeita para falar de tudo que ama. Neri também fala bastante em terceira pessoa, gosta de descontrair e está sempre nas redes sociais.

PIX: TUDO que você PRECISA SABER

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.