Novo algoritmo de IA nos deixa mais próximos de poder controlar máquinas com nossas mentes
Créditos: Future Solutions

Novo algoritmo de IA nos deixa mais próximos de poder controlar máquinas com nossas mentes

Ele não requer que os dispositivos precisem ser recalibrados constantemente

Pesquisadores da Carnegie Mellon e da Universidade de Pittsburgh publicaram uma pesquisa mostrando como resolveram um problema frustrante para pessoas que usam uma interface cérebro-computador (BCI) para controlar dispositivos protéticos com seus pensamentos.

27/02/2020 às 14:33
Notícia

Neurônios biológicos e artificiais conseguem se comunicar atr...

Pesquisa pode ser usada para usar IA em partes disfuncionais do cérebro

Embora a pesquisa em si seja interessante – eles criaram um algoritmo que não requer que os dispositivos precisem ser recalibrados constantemente para lidar com a atividade neuronal flutuante do cérebro humano – o verdadeiro destaque é o quão perto estamos de uma BCI universal.

As BCIs já existem há décadas de uma forma ou de outra, mas são caras e difíceis de manter funcionando corretamente. Atualmente, elas só fazem sentido para casos de uso específicos – como por pessoas que perderam seus membros. Como estas pessoas já estão acostumadas a usar o cérebro para controlar membros artificiais, é mais fácil para cientistas e pesquisadores aproveitar essas ondas cerebrais para controlar dispositivos protéticos.

No caso de uma BCI universal, ela não seria tão restrita. Teoricamente, ela funcionaria como a Alexa, Siri ou o Google Assistant, exceto que você cortaria o intermediário e pensaria diretamente em seus dispositivos em vez de falar com seu telefone ou com alto-falantes inteligentes.

As BCIs já existem há décadas de uma forma ou de outra, mas são caras e difíceis de manter funcionando corretamente.

Muitos dizem que a inteligência artificial (IA) é a tecnologia mais importante no mundo moderno. Assistentes virtuais e chatbots são interessantes, mas nem todo mundo gosta de ficar dando ordens para um telefone ou falando com um alto-falante inteligente. As BCIs que fazem uso de IA têm potencial para ser muito mais interessantes.

Se você pensar sobre isso, quase tudo poderia ser controlado com comandos cerebrais simples como abrir, fechar, desligar, entrar, sair, descer, esquerda, direita, a, b, c, 1, 2, 3, por exemplo. A empresa que descobrir como fazer uma BCI confiável e segura que possa se integrar com os dispositivos que já estão em nossas vidas – cafeteiras, televisores, drones, o que você quiser – poderia muito bem se tornar o próximo grande nome no mercado de tecnologia.

Novo algoritmo de IA nos deixa mais próximos de poder controlar máquinas com nossas mentes

Continua após a publicidade

Os primeiros produtos podem chegar ao mercado já nos próximos anos. O quão confiáveis eles serão e se o público em geral está aberto à ideia de abrir portas e desligar luzes com suas mentes pode ser um assunto para debate, mas parece que telefones inteligentes e controle de voz podem ter pelo menos nos preparado um pouco para o início do controle mental telemecânico.

A pesquisa sobre o novo algoritmo de IA publicada na Nature intitulada “Stabilization of a brain–computer interface via the alignment of low-dimensional spaces of neural activity” está disponível em https://doi.org/10.1038/s41551-020-0542-9.
 

Fonte: TweakTown, TheNextWeb, Nature
User img

Fabio Rosolen

MAVIC AIR 2 - Uma análise de DRONE no PARAÍSO

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.