Nova geração de memórias NAND da Samsung vai oferecer mais capacidade com 160 camadas
Créditos: ComputerBase

Nova geração de memórias NAND da Samsung vai oferecer mais capacidade com 160 camadas

Fabricante vai usar sua tecnologia Double Stack pra ser a primeira a chegar nessa densidade

A Samsung anunciou que vai ser a primeira fabricante de memórias do mundo a alcançar uma densidade de 160 camadas em seus componentes 3D NAND Flash. Isso significa que os módulos de memória de 7ª geração da empresa vão conseguir oferecer capacidades maiores, resultando em drives de SSD, pendrives, memória RAM, etc, maiores.

Para realizar o feito, a sul-coreana recorre a uma tecnologia proprietária chamada Double Stack (empilhamento duplo, em tradução livre). Essa tecnologia permite uma comunicação até duas vezes melhor entre cada camada da memória, o que possibilita um empilhamento maior de camadas sem perder performance. Até o momento, os módulos NAND da Samsung de maior densidade oferecem até 128 camadas. A nova geração vai alcançar as 160, um incremento de 67% em relação à média de densidades que vemos hoje no mercado, que é de 96.

A Samsung prometeu que os primeiros modelos V-NAND de 160 camadas vão começar a chegar no fim de 2020, mesmo momento em que a fabricante chinesa YMTC prometeu entregar a produção em massa de seus modelos 3D NAND de 128 camadas. De todo modo, os produtos para o consumidor final devem começar a aparecer no ano que vem, em 2021.

25/02/2020 às 15:19
Notícia

Samsung começa produção em massa de memórias LPDDR5 para celu...

Memórias com 16GB LPDDR5 oferecem velocidades de até 5.500Mb/s e consomem menos energia

Ter chegado na frente com uma opção de memórias NAND com um número expressivamente maior de camadas coloca a Samsung na frente de grandes rivais, como a própria YMTC e a SK Hynix. A fabricante sul-coreana já tem a maior fatia de mercado para o segmento de memória, com 35,9% da área, o que resultou numa renda global de US$ 16,5 bilhões no último ano fiscal. A pandemia do coronavírus e a quarentena mundial não parece ter desacelerado os rendimentos nem os investimentos da empresa na fabricação de seus semicondutores. Na verdade, por mais que possa parecer surpreendente para os fãs de smartphones Galaxy, é na fabricação de memórias que a Samsung tem obtido a parcela mais expressiva de seus lucros anuais.

Fonte: Adrenaline, SamMobile
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O fim do CANAL do RATO BORRACHUDO e o Dilema das Redes Sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.