Cientistas descobrem exoplaneta semelhante à Terra em zona habitável
Créditos: Nasa/ Reprodução

Cientistas descobrem exoplaneta semelhante à Terra em zona habitável

Localizado a 300 anos-luz do nosso planeta, Kepler-1649c pode ter água em estado líquido

Um grupo de cientistas anunciou a descoberta de um exoplaneta com características semelhantes às da Terra. De acordo com a Nasa, a equipe encontrou o novo astro ao reanalisar dados da sonda espacial Kepler.

Segundo os pesquisadores, o Kepler-1649c orbita ao redor de sua estrela na chamada zona habitável – onde é possível existir água em estado líquido, uma das condições básicas para a existência de formas de vida. Ele havia sido descoberto em 2018, mas suas características não haviam sido percebidas devido a um erro de algoritmos no computador que recebe as informações da sonda Kepler. A revisão das informações levou à nova descoberta.

Créditos: Nasa/ Reprodução

Conforme a Nasa, de todos os exoplanetas encontrados pela sonda, este mundo, localizado a 300 anos-luz da Terra – um ano luz equivale a aproximadamente 9,5 trilhões de quilômetros –, é o que traz mais semelhanças estimadas com relação ao tamanho e temperatura do nosso planeta.

O Kepler-1649c é apenas 1,06 vezes maior que a Terra. Além disso, a quantidade de luz emitida por sua estrela e recebida na superfície equivale a 75% da que temos no nosso planeta vindo do Sol. Com isso, é possível pressupor que a temperatura seja semelhante à da Terra. 

28/03/2020 às 13:30
Notícia

Pesquisa indica que pode ter existido vida em Mercúrio

Condições ideais estariam no subterrâneo do planeta 

Diferentemente do nosso planeta, no entanto, ele orbita uma estrela anã-vermelha, que tem como característica menores temperaturas e tamanho reduzido em comparação ao Sol, por exemplo. Além disso, esse tipo de estrela é conhecido por explosões estelares que podem tornar o ambiente de um planeta desafiador para qualquer vida em potencial.

"Este mundo distante e intrigante nos dá uma esperança ainda maior de que uma segunda Terra esteja entre as estrelas, esperando para ser encontrada", afirma Thomas Zurbuchen, astrofísico da Nasa. 

Ainda há muitas dúvidas com relação ao Kepler-1649c. A sua atmosfera, por exemplo, que pode afetar a temperatura na superfície, é um mistério. Além disso, os cálculos que estimam o tamanho de um planeta têm margens de erro significativas, assim como todos os valores da astronomia ao estudar objetos tão distantes. 

Continua após a publicidade
Fonte: Nasa
User img

Gabriel Tagarro

Formado em jornalismo pela Universidade Castelo Branco, é apaixonado por games desde 1994, quando ganhou um Master System. Joga de tudo um pouco, seja no PC ou no console. Ama tecnologia e escreve com prazer sobre tudo que a envolve.

RTX série 30: confira as TECNOLOGIAS que chegam com as novas placas de vídeo da Nvidia

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.