Huawei HiSilicon pode deixar TSMC e fabricar chips de 14 nm com a chinesa SMIC
Créditos: Asia Nikkei Review

Huawei HiSilicon pode deixar TSMC e fabricar chips de 14 nm com a chinesa SMIC

Banimento dos Estados Unidos pode ter influenciado na troca de fabricante

A HiSilicon, divisão de chips da Huawei, pode mudar a companhia que fabrica alguns de seus componentes. De acordo com fontes do DigiTimes, a empresa teria deixado a gigante TSMC de lado para fechar um acordo com a Semiconductor Manufacturing International (SMIC), principal firma de semicondutores da China.

De acordo com as fontes da indústria que conversaram com o DigiTimes, a HiSilicon fechou a parceria com a SMIC Fabs para a produção de uma nova versão do Kirin 710, que seria feita no processo de fabricação de 14 nanômetros (nm) FinFET. Ao que parece, a fabricante chinesa teria atendido as exigências da divisão de chips da Huawei, o que levou ao suposto fim da parceria com a TSMC na arquitetura de 14 nm.


(Imagem: Reuters/Reprodução)

Outro motivo que teria auxiliado na troca é o conflito entre a Huawei e os Estados Unidos. De acordo com especulações compartilhadas pelo Tom's Hardware, o governo de Donald Trump teria planos de impedir a empresa de smartphones de trabalhar com a TSMC, que tem sede em Taiwan, mas possui parcerias com companhias estadunidenses.

Com a possibilidade trazida pelo banimento dos Estados Unidos, a adoção de uma empesa chinesa para a fabricação de chips pode ser a única alternativa viável para a Huawei. Com isso em mente, existe a chance de a fabricação dos chips em 14 nanômetros ser apenas o primeiro passo para a dona da HiSilicon aprofundar sua relação com a SMIC Fabs.

O processo de fabricação de 14 nm da SMIC começou a ser desenvolvido em 2019 e contribuiu com apenas 1% da receita da empresa durante o final do ano passado. A fabricante chinesa teria planos de estender o modelo e a demanda da HiSilicon pode ajudar a impulsionar o negócio.

Via: Toms Hardware
User img

Mateus Mognon

Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.