Huawei anuncia SoC Kirin 985 em 7nm com upgrade na performance 5G
Créditos: CanalTech

Huawei anuncia SoC Kirin 985 em 7nm com upgrade na performance 5G

SoC promete ter eficiência energética cerca de 1,5 vezes melhor que o Snapdragon 855

A Huawei anunciou o seu novo SoC (System on Chip), o Kirin 985. Ele vai compor a linha de chips 5G da empresa, e é considerado intermediário premium, ficando com desempenho pouco abaixo do Kirin 990, que é, atualmente, o topo de linha da empresa. Ele é fabricado no processo de 7nm da TSMC.

Essa solução apresentada pela chinesa é um chip único, sem um plug-in, que usa como base a banda 5G. Apesar do foco na nova largura, ele pode ser conectado aos padrões anteriores, do 2G ao 5G. Além disso, ele também suporta os modos duplos NSA / SA 5G.

A taxa máxima teórica de downlink (comunicação entre o satélite e o solo, onde está o dispositivo) é de 1277 Mbps e a taxa de uplink (comunicação entre o dispositivo até o satélite) é de 173 Mbps. Comparado ao SoC da Qualcomm, o Snapdragon 865, que é integrado ao modem Snapdragon X55, a taxa de downlink é cerca de 40% mais rápida. Isso é ainda melhor para o uplink, onde a taxa é cerca de 75% mais rápida.

Além das velocidades de downlink e uplink serem consideravelmente mais altas que o principal concorrente, essa não é o único atributo que a Huawei destaca em seu SoC. A empresa diz que o processador Kirin 985 possui alta eficiência energética. O consumo de energia em cenários de carga pesada de 5G - como ver vídeos e outros usos -, é de 504mA e leve - enviar mensagens por aplicativo e navegar em algumas redes sociais -, é de apenas 291mA.

27/03/2020 às 13:59
Notícia

Huawei P40 Pro atinge 482.457 pontos no AnTuTu Benchmark

Ele fica atrás de aparelhos com o chip Qualcomm Snapdragon 865 e 855+

Segundo a Huawei, a taxa de eficiência energética também é consideravelmente melhor que o SoC da Qualcomm. Os testes, realizados pelos desenvolvedores da empresa, mostram que o Kirin 985 consegue ser cerca de 1,5 vezes mais eficiente que o Snapdragon 855 integrado ao Snapdragon X55.

O Kirin 985 integra uma CPU Octa-core, composto por um único núcleo grande, três núcleos médios e quatro núcleos pequenos. Os benchmarks apresentados mostram que o SoC possui um único núcleo Cortex-A76, com clock de 2,58GHz, e três núcleos Cortex-A76, com frequências de clock de 2,4GHz cada. A Huawei não detalhou exatamente essas especificações em sua apresentação.

Continua após a publicidade

Há ainda quatro núcleos Cortex-A55 com frequência de clock menor de 1,84 GHz. Ele também integra uma GPU Mali-G77 octa-core, juntamente com uma unidade NPU AI de núcleo duplo. Para completar, há uma unidade de imagem ISP 5.0, que se assemelha muito ao que é usado no Kirin 990, que é o SoC topo de linha da empresa atualmente. Isso indica que a performance deve ser praticamente a mesma.

A Huawei diz que o Kirin 985 é suficiente para o desempenho da rede 5G, podendo ser usado com 5G dual-SIM. Ele também foi equipado com novas capacidades, todas voltadas para a tecnologia 5G como: capacidade anti-interferência, baixa latência, eficiência energética e desempenho de cena em alta velocidade.

A empresa aproveitou para anunciar que o seu smartphone Honor 30 Standard Edition será o primeiro dispositivo equipado com o processador Kirin 990. O Honor 30 Pro e o 30 Pro + também serão equipados com um SoC Kirin 990. Ainda não há smartphones com o novo Kirin 985 anunciados.

Via: Gizmochina
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.