Pandemia torna computadores mais populares que celulares para acesso à web
Créditos: Reprodução

Pandemia torna computadores mais populares que celulares para acesso à web

Levantamento aponta uma mudança no comportamento dos usuários da internet

A dura realidade imposta pelo atual cenário de quarentena tem alterado os hábitos das pessoas ao redor do mundo em diversos sentidos, inclusive com relação ao uso da internet. Levantamento feito pelo The New York Times mostra que os americanos estão passando por uma mudança comportamental no ambiente online. 

Informações fornecidas pelas empresas de análises de dados Apptopia e SimilarWeb apontam que as pessoas têm utilizado cada vez menos os smartphones para se conectarem. Aplicativos como Facebook, Netflix e YouTube tiveram crescimento no uso de suas versões para computadores, enquanto os apps para celulares estão caindo em desuso.  

Créditos: The New York Times/ Reprodução

A pesquisa mostra também que aplicativos de bate-papo por vídeo como Google Duo e Houseparty estão se popularizando. 

Créditos: The New York Times/ Reprodução

Segundo o levantamento, o principal interesse dos americanos no noticiário, atualmente, é o avanço da Covid-19 pelo país. Portais menores, de alcance local, já tiveram grandes saltos no número de acessos, contudo, as principais empresas de mídia também têm se beneficiado.

O site CNBC, dedicado a notícias de negócios, viu o número de leitores disparar. As versões online do The New York Times e do Washington Post tiveram um aumento no tráfego em mais de 50% no último mês, de acordo com a SimilarWeb.

Também se tonaram populares entre os americanos as páginas dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, que vem atraindo “milhões de leitores” – quando no passado não tinham quase nenhum. O interesse das pessoas pelo coronavírus tem elevado, inclusive, o número de acessos à Wikipedia.

Continua após a publicidade

Até mesmo os sites esportivos se tornaram menos populares, devido à paralisação das principais competições dos EUA. Em contrapartida, portais relacionados a videogames tiveram picos de tráfego – inclusive plataformas de streaming. A Twitch, por exemplo, teve um aumento de 20% no número de acessos.

Quem também têm se beneficiado é o TikTok. Popular antes da crise, o aplicativo viu seu uso crescer exponencialmente durante a quarentena.

Fonte: The New York Times
User img

Gabriel Tagarro

Formado em jornalismo pela Universidade Castelo Branco, é apaixonado por games desde 1994, quando ganhou um Master System. Joga de tudo um pouco, seja no PC ou no console. Ama tecnologia e escreve com prazer sobre tudo que a envolve.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.