Correios anuncia armazenamento de encomendas durante decretos contra COVID-19
Créditos: Exame

Correios anuncia armazenamento de encomendas durante decretos contra COVID-19

Empresa diz que não fará novas tentativas de entregas por enquanto

A empresa brasileira Correios publicou nesta semana um novo boletim que informa seus clientes sobre as atividades de entrega durante o prazo de quarentena para evitar a disseminação do COVID-19. De acordo com a publicação em seu site oficial, os objetos que não foram entregues ao destinatário até o momento serão classificados no sistema de rastreamento com o status "a entrega não pode ser efetuada - empresa sem expediente". 

27/03/2020 às 10:17
Notícia

Correios suspende entregas em SC por sete dias devido ao Coro...

Estado está em situação de emergência por causa da doença COVID-19

Isso significa que as encomendas serão armazenadas nos Correios até o prazo previsto nos decretos de contenção ao Coronavírus. A empresa diz que irá respeitar as medidas impostas pelas esferas Municipal e Estadual, que ordenaram o fechamento de estabelecimentos não essenciais. 

Os Correios seriam, então, um serviço não essencial à população, já que a empresa se diz "impossibilitada de entrega de objetos postais destinados aos mesmos (municípios que adotaram medidas)". Isso se deve muito às decisões de alguns estados de "fechar as fronteiras" para cargas interestaduais como fretes e entrega de pacotes, fazendo com que a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) tenha dificuldade em exercer os serviços

Além das dificuldades em receber o pacote, é provável que as opções para troca de endereço do destinatário não estejam disponíveis. Muitas encomendas destinadas a endereços comerciais, por exemplo, voltaram às agências no período de quarentena já que muitas pessoas estão trabalhando de casa, atualmente.

Em nosso exemplo a seguir, o destinatário tentou trocar o endereço de entrega via 0800, mas a empresa não está mais atendendo com um número de funcionários capaz da demanda de ligações. O recomendado foi fazer uma solicitação via e-mail, processo que informa ao usuário que o prazo de atualização da requisição leva até 5 dias. Entretanto, o tempo de espera também não correspondeu com o informado, uma vez que a empresa Correios está com poucos funcionários para trabalhar em todos os processos. Vale destacar que serviços de entrega privados normalmente ligam para o destinatário em situações como essa visando resolver o problema, inclusive entrega em outro local.

User img

Mariela Cancelier

Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.