Veículos autônomos estão transportando testes de COVID-19 na Flórida
Créditos: Mayo Clinic

Veículos autônomos estão transportando testes de COVID-19 na Flórida

Isso teoricamente minimiza a exposição ao vírus e libera a equipe médica para cuidar dos pacientes

Os testes drive-thru de COVID-19 são tão seguros e rápidos quanto os sistemas usados para colocar esses testes nas mãos de clínicas, e uma nova iniciativa em Jacksonville, Flórida, pode melhorar ainda mais este cenário.

A Clínica Mayo, a Autoridade de Transporte de Jacksonville (JTA), a Navya e a Beep agora estão usando veículos completamente autônomos para transportar os testes de um local de drive-thru para o campus da Clínica Mayo. Isso teoricamente minimiza a exposição ao vírus e libera a equipe médica para cuidar dos pacientes.

07/04/2020 às 09:21
Notícia

Estudo mostra que Coronavírus pode ficar até sete dias em más...

Cientistas mostram quanto tempo o vírus fica ativo em diferentes objetos

Mas, como é frequentemente o caso com programas piloto de veículos autônomos, há um detalhe: durante cada corrida feita de e para a clínica, os veículos autônomos são seguidos por um SUV dirigido por um humano.

O SUV pode ser visto em um vídeo divulgado pela Clínica Mayo (visto abaixo), depois que um dos funcionários da carrega o refrigerador de testes no veículo autônomo. O SUV então segue o transporte através do campus da clínica, onde o lote de novos testes é trocado por outro refrigerador. Quatro desses veículos têm feito o mesmo percurso todos os dias desde 30 de março.

De acordo com Joe Moye, CEO da operadora de veículos autônomos Beep, a Autoridade de Transporte de Jacksonville está fornecendo os veículos para "garantir que nenhum tráfego ou pedestre impacte potencialmente a rota de entrega das amostras do COVID-19 e suprimentos". Vale destacar que o comunicado da Clínica Mayo diz que as rotas que os veículos autônomos estão seguindo "estão isoladas de pedestres, tráfego e funcionários".

Veículos autônomos estão transportando testes de COVID-19 na Flórida

Um representante da Beep, que trabalhou com a Clínica Mayo, a JTA, e com a construtora de veículos autônomos Navya no piloto, diz que colocar os testes no veículo sem motorista em vez de em um SUV ou caminhão sendo conduzido por um humano ajuda a limitar qualquer exposição potencial ao novo Coronavírus.

Continua após a publicidade

E a julgar pela distância percorrida no vídeo divulgado pela Clínica Mayo, parece que usar algum tipo de veículo — autônomo ou não — ajudaria de fato a acelerar a entrega dos testes para o local de processamento. Outro benefício é que o transporte ajuda a manter muitos funcionários da Clínica Mayo livres o máximo de tempo possível para cuidar de outras tarefas, já que caso contrário teriam que transportar as amostras eles mesmos.

A Clínica Mayo também "queria ter o máximo de precauções possíveis", de acordo com David Cawton II, diretor de comunicação da JTA. Como a JTA tem usado esses veículos autônomos há alguns anos com atendentes a bordo, Cawton II disse que a agência acredita que está coletando informações valiosas e experiência "mesmo que este serviço esteja operando com uma camada extra de supervisão humana ou interação remota".

Além dos SUVs dirigidos por humanos, a Beep, a Clínica Mayo e a JTA também estão "monitorando de perto" os veículos autônomos a partir de um "centro de comando móvel" para garantir que não haja problemas com as entregas.

Fonte: Engadget, The Verge
User img

Fabio Rosolen

Conheça o Luna! O novo serviço de STREAMING de JOGOS da Amazon

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.