Google cancela brincadeiras de 1º de abril por causa da pandemia de Coronavírus
Créditos: Wikimedia Commons

Google cancela brincadeiras de 1º de abril por causa da pandemia de Coronavírus

Empresa pediu para que seus gerentes garantam que nenhuma seja divulgada na internet

Nos últimos dias o Google correu para cancelar seus planos para o dia 1º de abril deste ano por causa da pandemia de Coronavírus (COVID-19). Em um email obtido pelo site Business Insider, a empresa pediu aos seus funcionários para que que eles garantissem que todos os planos para o tradicional “dia da mentira” fosse em colocados em espera, já que isso poderia ser considerado por muitos como sendo algo de mau gosto.

11/03/2020 às 17:12
Notícia

Google pede para empregados trabalharem de casa por causa do ...

Funcionários da firma na América do Norte, Europa, África e Oriente Médio receberam a recomendação

As brincadeiras do Google para o dia 1º de abril são normalmente bem elaboradas e algumas acabaram se tornando lendárias, como o plano para um assentamento humano em Marte, um botão para “derrubar o microfone” no Gmail, uma opção de caça ao tesouro no Google Maps e "Google Tradutor para animais".

Por causa do surto mundial de Coronavírus, mais de 870.000 pessoas foram infectadas e mais de 40.000 já morreram. Isto afetou a economia de muitas regiões e acabou resultando em número sem precedentes de demissões. Por causa disso, o Google tomou a decisão de cancelar as tradicionais brincadeiras de 1º de abril e pediu para que seus gerentes garantam que nenhuma seja divulgada na internet.

"Em circunstâncias normais, as brincadeiras no dia 1º de abril são uma tradição do Google e um momento para celebrar o que nos torna uma empresa não convencional", disse a chefe de marketing do Google, Lorraine Twohill, em um email para os gerentes da empresa. "Neste ano não teremos isso por respeito a todos aqueles que lutam contra a pandemia do COVID-19. Nosso maior objetivo agora é ser útil para as pessoas, então vamos guardar as piadas para abril do próximo ano, que sem dúvida será muito mais brilhante do que este.”

"Nós já paramos os esforços centralizados para o dia 1º de abril, mas percebemos que ainda podem existir projetos menores que desconhecemos de algumas equipes. Por favor, interrompa esses projetos e certifique-se de que suas equipes não divulguem qualquer piada que possam ter planejado - interna ou externamente", disse ela em sua mensagem.


As brincadeiras do Google para o dia 1º de abril são normalmente
bem elaboradas e algumas acabaram se tornando lendárias

As ambiciosas brincadeiras do dia da mentira se espalharam pela indústria de tecnologia na última década. Ainda não está claro se outras empresas de tecnologia planejam seguir com suas brincadeiras ou se seguirão o exemplo do Google e deixarão a tradição de lado este ano.

Assim como muitas outras empresas, o Google está sentindo os efeitos do Coronavírus. Sua força de trabalho está trabalhando remotamente, e ela recentemente optou por adiar as avaliações de desempenho para se concentrar em "atividades de missão crítica".

Recentemente ela prorrogou os contratos de trabalhadores temporários que deveriam sair em meio à pandemia, e enfrentou alegações internas de que não está fazendo o suficiente para proteger alguns trabalhadores contratados.

Sundar Pichai, CEO do Google, também encorajou os funcionários a se voluntariarem em suas comunidades locais durante a pandemia e aumentou a doação de funcionários da empresa, que corresponde a US$ 10.000 por funcionário por ano.

Fonte: Business Insider
User img

Fabio Rosolen

O fim do CANAL do RATO BORRACHUDO e o Dilema das Redes Sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.