Google decide usar IA para criar chips de IA mais rápido que os humanos
Créditos: NeuroTech

Google decide usar IA para criar chips de IA mais rápido que os humanos

Sistema deverá encontrar solução mais rápida para produzir chips mais eficientes

A Google decidiu que ao invés de usar humanos para fazer novos cálculos, ele deve usar os algoritmos de IA (Inteligência artificial) para projetar as próximas gerações de... chips de IA. Os computadores devem ficar responsáveis por um subconjunto de design de chip conhecido como otimização de posicionamento. Com a substituição, a tarefa deve se tornar mais rápida.  

A utilização de IA deverá tornar mais rápida a curva de geração das memórias nos chips. Conforme explicado pelo site LinusTechTips, um trabalho normal consiste em "colocar blocos de IA e memória (ou agrupamentos desses blocos) em áreas estratégicas para aproveitar ao máximo o espaço disponível, tanto para desempenho quanto para eficiência de energia". Entretanto, pesquisadores e engenheiros demoram várias semanas para mapear o posicionamento ideal, porque é uma tarefa complexa com inúmeras variáveis quando se trata de hardware.

26/03/2020 às 18:13
Notícia

Firma-irmã da Google, Verily mostra como é exame drive-throug...

No momento, Project Baseline está limitado à área da Baía de São Francisco

A solução é usar a rede neural da Google para produzir um design melhor para uma unidade de processamento em menos de 24 horas. Grosso modo, a empresa não está utilizando um sistema de aprendizado (deep learning), que exige treinamento de IA em um grande conjunto de dados.

O uso da Inteligência Artificial para essa tarefa deve trazer vários benefícios como combinação de redução de energia, melhorias no desempenho e redução de área nos chips. "Acreditamos que é a própria IA que fornecerá os meios para encurtar o ciclo de design de chips, criando uma relação simbiótica entre o hardware e a IA, com cada um alimentando avanços no outro", explicaram os pesquisadores do Google.

Via: Linus Tech Tips
User img

Mariela Cancelier

Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.