O que funcionários da DJI pensam sobre o CEO e abordagem da empresa?
Créditos: Forbes - Frank Wang, CEO da DJI

O que funcionários da DJI pensam sobre o CEO e abordagem da empresa?

Artigo mostra que fabricante chinesa continua com conflitos políticos

O site Bloomberg publicou um artigo sobre a DJI e como ela está atualmente posicionada no mercado depois de vários atritos políticos e econômicos com os Estados Unidos. O texto tem como título "A DJI venceu a guerra dos drones e agora está pagando o preço". Nele, dois repórteres da Bloomberg fornecem informações exclusivas e detalhadas dos bastidores sobre a maior fabricante de drones do mundo.

A guerra comercial entre a China e os EUA não ajudou, nem o surto do novo coronavírus Covid-19

Você pode ler o artigo completo (em inglês) neste link. Abaixo estão listados alguns destaques do artigo escrito por Blake Schmidt e Ashlee Vance  separados pelo site Drone DJ:

Ele é talvez o CEO de tecnologia mais privado de todos, rejeitando todos os pedidos de mídia, exceto alguns, ao longo de seus 14 anos como chefe e figura principal da DJI. Ele trouxe uma entrevista planejada para esta história duas vezes, deixando seus representantes se desculparem e explicarem que eles nunca sabem o que ele fará. De fato, o boato que circula na assessoria de imprensa da DJI é que Wang pode não falar com um repórter novamente.
- Parte do artigo sobre Frank Wang, empresário e fundador e CEO da empresa de tecnologia DJI

“Um engenheiro e designer obsessivo com pouco interesse em qualquer outra coisa. Eles (funcionários) dizem que seu escritório está cheio de objetos que ele admira - uma motocicleta, um modelo de avião, uma mesa de café enorme que parece madeira petrificada - e que seu filme favorito é Real Steel, o filme de 2011 de Hugh Jackman sobre robôs de combate. Um ex-funcionário diz que Wang 'sonha com o dia em que os robôs podem fazer tudo'."
- Parte do artigo sobre como os funcionários descrevem o CEO da DJI

Frank não dá a mínima para nada, exceto tecnologia. Ele quer os melhores jovens engenheiros e pessoas dispostas a sujar as mãos e a pensar em novas maneiras de resolver problemas.
- Ex-funcionário de alto escalão da DJI sobre o CEO da empresa

O futuro da empresa de repente parece incerto. As conversas sobre uma oferta pública inicial, que nunca aconteceu, foram substituídas por manchetes que documentavam um escândalo de fraude interno que custou à DJI US$ 150 milhões. A guerra comercial entre a China e os EUA não ajudou, nem o surto do novo coronavírus Covid-19, que fechou a economia chinesa em janeiro e agora ameaça o maior mercado da empresa, os EUA
- Parte do artigo sobre a DJI

A DJI responde hoje por cerca de 77% das vendas de drones nos EUA. Nenhum outro rival tem mais de 4% do mercado. Pessoas familiarizadas com a estratégia da DJI de conquistar o mercado de drones dizem que a empresa "Brinca nas chamadas operações negras, táticas usadas para atacar concorrentes ou melhorar sua própria imagem", segundo o artigo da Bloomberg. 

O ex- vice-presidente da DJI, Mario Rebello, disse em entrevista que "costumava haver mais pessoas do que robôs na linha, depois se tornaram mais robôs do que pessoas. Há ferramentas em jogo que ninguém mais no mundo possui”.

Continua após a publicidade

O artigo também menciona um incidente entre um drone DJI e um avião de combate da Força Aérea do Exército de Libertação do Povo em altitude de cerca de 6 km. O incidente levou à criação da tecnologia do controlador de tráfego não tripulado da DJI.

Via: Drone DJ Fonte: Bloomberg
User img

Mariela Cancelier

Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

Testamos o ROG Phone 3!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.